II Curso de Emergência em Pequenos Animais – Agradecimento a todos os participantes!

II Curso emergência

O II Curso de Emergências em Pequenos Animais foi um grande sucesso e gostaria de agradecer em meu nome e em nome do Prof. José Vinícius Lopes a todos os participantes do curso. Foi muito bom trocar idéias e informações com todos vocês.

Gostaria de agradecer ao Dr. Daniel Balthazar da Fundação Riozoo, Dr. Rose Coelho da Digicare, Eduardo da LF livros, Dr. Simone da Syntec, Dr. Luciana Gomes da Agener e a Dr. Taiana Révész da Hill’s Pet Nutrition pela parceria e confiança no nosso trabalho. Agradeço também a brilhante participação do meu amigo e excelente intensivista           Dr. Adriano Baldaia, sem sua ajuda não teria sido tão bom.

Vamos em frente que no próximo ano teremos grandes novidades.

Um grande abraço a todos e até lá!

Att.

Dr. André Carneiro.

Osteossíntese de rádio com placa.

Animal foi encaminhado para a clínica escola com histórico de trauma automobilístico, já havia realizado todos os exames e não apresentava alterações em nenhum deles, exceto o Rx de MAD que revelou fratura total de rádio e ulna. Animal então foi encaminhado para cirurgia, quadro havia ocorrido 48 horas antes.
IMG_1241-2Membro preparado para cirurgia.IMG_1244 Incisão de pele.IMG_1245 Localização do foco de fratura.IMG_1247-2 Fragmentos ósseos localizados.IMG_1251Redução da fratura.IMG_1255 Ensaio da placa.IMG_1258 Colocação dos primeiros parafusos.IMG_1261Cirurgia finalizada. Esqueci de fotografar o RX mas quando colocar as fotos do Rx pós-operatório posto e de antes também.

I Curso de Emergência em Pequenos Animais

Prezados Leitores, colegas e alunos.

Gostaria de agradecer a todos os participantes do nosso I Curso de Emergência Veterinária. Foi um grande sucesso e em breve teremos novidades sobre outros cursos!Folder

Interessados entrar contato com: cursos_cl@yahoo.com

Teoria DSC_1437 DSC_1450 DSC_1473 DSC_1509 DSC_1521 DSC_1679 DSC_1714 DSC_1724 DSC_1761 Turma

Att. Dr. André Carneiro

Abcesso Periapical em Coelho.

Esse animal foi atendido pelo Dr. Júlio Arruda, no Instituto Prosilvestres, onde após solicitação de exames radiográficos foi detectado um abcesso periapical. A cirurgia foi em conjunto com o Dr. Júlio Arruda, que realizou a extração e o tratamento odontológico do paciente.

IMG_0327Nódulo imediatamente abaixo de incisivo inferior direito.

IMG_0330Animal intubado em decúbito dorsal preparado para cirurgia.

IMG_0331Retirada completa e curetagem do abcesso, notar ápice da raiz dentro do abcesso. Foi realizada extração do dente.

IMG_0338Finalização da cirurgia, foi feita marsupialização do abcesso para limpeza e tratamento posterior.

IMG_0336Abcesso e dente retirados.

O animal retirou os pontos e recupera-se bem. Já alimenta-se e bebe água normalmente.

Flap pediculado de pele para cobertura de lesão por miíase.

Animal de rua que chegou até a clínica por intermédio de uma cliente. Estava com uma miíase muito grande e já havia perdido dois dígitos, foi feita limpeza da ferida e tratamento da lesão para que pudesse ser realizado o enxerto.

Lesão após limpeza e tratamento sendo preparada para receber o enxerto.

Amputação do terceiro metacarpo devido a exposição óssea e possível osteomielite.

Reavivamento dos bordos da lesão.

Retirada do flap da área doadora, região latero-cranial de tíbia.

Medindo o tamanho do flap e ensaiando a cobertura.

Primeiros pontos para fixação do flap.

Fechamento da área doadora.

Finalização da cobertura.

Resultado após 30 dias.

Flap ainda presente sem necrose, um pouco retraído devido a deiscência de alguns pontos por lambedura do animal.

Retirada do flap com excelente resultado final, agora é só aguardar o fechamento total da lesão. Animal já caminha normalmente e apoia o membro sem problemas.

Tumor em face

Este animal tinha o histórico de crescimento de massa em lateral direita da face. crescimento teve curso de aproximadamente 6 meses.

Tumoração em lado direito da face.

Tumoração.

Campo cirúrgico preparado.

Incisão inicial.

Divulsão e liberação de toda a massa.

Retirada de pele excedente e finalização da cirurgia.

Laparotomia para retirada de tumor abdominal.

Esse animal deu entrada na clínica com histórico de diarréia, foi solicitada uma US abdominal onde foi detectada uma massa de 12 cm x 8 cm, próximo ao rim direito. Foi solicitada uma tomografia para avaliar possível vascularização conjugada ao rim e/ou comprometimento do mesmo, todos os exames hematológicos e bioquímicos apresentavam-se normais. A tomografia revelou não haver ligação vascular ou comprometimento renal, sendo assim animal foi encaminhado para cirurgia.

Imagem da tomografia, notar grande diferença de tamanho entre o tumor e o rim.

Incisão inicial.

Logo após incisão, foi localizado e exteriorizado o tumor.

Retirada do tumor, apesar do tamanho era um tumor pouco vascularizado.

Aproximadamente 14 cm x 8 cm

Tumoração cística, o material foi encaminhado para histopatologia e aguardo resultado, assim que chegar posto aqui para todos.

Abcesso abdominal.

Este animal chegou a mim com histórico de castração, ainda entrava no cio e o proprietário relatava que sentia uma bola dura no abdome do animal. Foi realizado exame de US abdominal onde foi detectada uma massa com cerca de 11cm de diâmetro. Recomendei uma laparotomia exploratória para diferenciar a massa.

Notar presença de cicatriz abdominal de castração anterior.

Ao abrir a musculatura, essa estrutura literalmente pulou de dentro do abdome.

Divulsão dos tecidos aderidos.

Retirada da massa.

Presença de ovário esquerdo remanescente.

Conteúdo da massa, apenas secreção purulenta.

A cirurgia foi feita com fio de algodão azul. Cuidado na escolha do fio que será usado na sua cirurgia, nesses casos, dê preferência aos fios absorvíveis como o vicril. O algodão possui uma capilaridade muito alta e retém muito líquido, favorecendo o crescimento de bactérias no fio.

Espero poder ter ajudado, aguardo ideias para novos posts e artigos.