Diagnóstico de ruptura de ligamento cruzado cranial

Os ligamentos cruzados são estruturas que desempenham importante papel na estabilidade da articulação do joelho. A ruptura destes está geralmente associada a um estresse excessivo sobre a articulação, ocorrendo na maioria das vezes em cães jovens de raças de grande porte.

A ruptura do ligamento cruzado cranial é uma das afecções relativamente comum no cão, tendo sido descrita pela primeira vez em 1926 (TONLINSON & CONSTANTINESCU, 1994), e é uma das principais causas de doença degenerativa da articulação do joelho.

O ligamento cruzado cranial é o mais acometido, pois está primariamente relacionado ao movimento articular, impedindo o deslocamento cranial da tíbia em relação ao fêmur, limitando a rotação interna e consequentemente a hiperextensão do joelho. A ruptura do ligamento cruzado caudal, embora rara, está associada à ruptura do ligamento cranial.

A lesão ligamentosa pode ser uma ruptura completa, com visível instabilidade, ou parcial, com instabilidade secundária; porém ambas exibem alterações articulares degenerativas dentro de poucas semanas. O mecanismo mais comum de ruptura do ligamento cruzado cranial consiste em uma rotação súbita do joelho com a articulação em 20° a 50° de flexão, pois nessa posição os ligamentos torcem sobre si mesmos ou um sobre o outro para limitar a rotação interna da tíbia em relação ao fêmur. O diagnóstico baseia-se na história clínica que revela um quadro de claudicação aguda em membros posteriores, particularmente durante o exercício. Claudicação crônica e persistente pode também ocorrer, especialmente em cães mais velhos e mais pesados.

Para confirmar o diagnóstico deve-se verificar o movimento cranial anormal da tíbia, testando a instabilidade da articulação com a tíbia em máxima extensão, em flexão de 15° a 30°(Lachman Test), e em 45° a 90° de flexão, caracterizando o chamado “sinal de gaveta cranial”. Porém, como o sinal de gaveta nem sempre é evidente em casos de ruptura parcial, nestes, o diagnóstico deve ser baseado na história e instabilidade com efusão articular (STROM, 1990). O exame radiográfico revela o grau de comprometimento articular. Cães com ruptura crônica do ligamento cruzado cranial desenvolvem um espessamento medial da cápsula articular (TONLINSON & CONSTANTINESCU, 1994).

Numerosas técnicas para reparação do ligamento rompido têm sido descritas na literatura, seguindo a técnica original desenvolvida por PAATSAMA (1952), que utilizou um retalho de fascia lata para reconstituir o ligamento. O tratamento cirúrgico foi estudado por KNECHT (1976) e desde então novos conceitos e técnicas têm sido introduzidos.

Fonte: http://www.scielo.br/scielo.php?pid=S010384781998000400012&script=sci_arttext&tlng=es

Notar o deslocamento cranial da tíbia em relação ao fêmur, sugestivo de ruptura de ligamento cruzado cranial.

Assista ao vídeo demostrando o movimento de gaveta. Este exame é do mesmo animal da foto anterior confirmando a ruptura.

223 respostas em “Diagnóstico de ruptura de ligamento cruzado cranial

  1. Meu cachorro (lhasa Apso – porte médio) pulou de uma altura de 1 metro e depois disto não consegue mais apoiar a pata traseira esquerda no chão. Toda vez que anda faz um barulho (“toc, toc”) na perna. A cirugia corrige isto? Meu veterinário recomendou sessões de aculputura e em ultimo caso a cirurgia alegando que na recuperação da cirurgia o animal pode facilmente voltar com o problema.

    • Bom dia Antônio.
      Primeiramente você não relatou se houve realização de exames radiográficos, temos que descartar a possibilidade de uma luxação de coxofemoral e também de uma fratura. pois se existe barulho ao andar isso não é normal e nem acontece nos casos de ruptura de ligamento. Se o problema for mesmo uma ruptura de ligamento a cirurgia corrige sem problemas, e o animal só voltará a apresentar o problema se o fio que for usado na cirurgia se romper, o que normalmente não acontece.
      Obrigado pela visita e mantenha-me informado. De onde você é?
      Dr. André Carneiro

      • Boa tarde DR. André, meu nome é Arno e sou de Curitiba, eu li o relato do Antonio e é exatamente o que aconteceu com minha cadela, após radiografia e teste de gaveta ela foi para cirurgia, faz mais ou menos 30 dias e ela só apoia a pata no chão quando saio passear com a guia, em casa ela ainda evita colocar a pata no chão, eu gostaria de saber se existe algo além de passear com ela, para recuperá-la, sem mais para o momento muito obrigado pela sua atenção.

      • Boa noite Arno.
        Existe sim, seu animal pode fazer sessões de fisioterapia. A fisioterapia ajuda bastante na recuperação de animais que passaram por cirurgias ortopédicas. Procure o veterinário responsável e converse com ele.
        Att.
        Dr. André Carneiro

      • Boa noite Dr., tenho uma york e começou a mancar faz uma semana, levamos ela no pet fazer uma radiografia hoje, e constatou que ela está com rompimento do ligamento, gostaria de saber se o melhor é fazer o mais rápido a cirurgia e como é o pós operatório? Obrigada

  2. Tenho uma Lhasa Apso de 3 anos e 11 meses, pesa 10,900Kg. Bastante ativa, corre, pula, brinca e num destes pulos “sentiu” a pata traseira esquerda, começou a mancar demais e com certeze teve dor. No dia seguinte passou por dois veterinários de clínicas diferentes, ambos realizaram diagnóstico clínico e constataram ruptura de ligamento parcial, sugeriram cirurgia, mas como aqui na minha cidade não é realizada me indicaram uma clínica com veterinários que realizam este tipo de procedimento. Dois dias após consegui levá-la, este realizou o mesmo exame, deu o mesmo resultado, indicou medicação e disse que ela tem chance recuperação sem cirurgia em mais ou menos 6 meses. Alguns veterinários são categóricos em dizer que só cirurgia melhora. Gostaria de receber uma orientação se possível. Obrigada. Rocheli Beatriz

    • Olá Rocheli, obrigado pela visita!

      Existem os dois tipos de tratamento, o cirúrgico, e o conservador que é com medicação e muito repouso. Cada profissional avalia o animal e sugere o tratamento mais adequado, se a ruptura for parcial existe sim a possibilidade de melhora com o tratamento conservador, mas para diagnóstico da ruptura, se é parcial ou total, só fazendo exames de imagem como a tomografia por exemplo. O exame clínico com a avaliação da articulação do joelho sugere para nós uma ruptura, mas se é parcial ou total só com exames. Siga as orientações do veterinário responsável pelo caso e me mande notícias ao final do tratamento.
      Grato Dr. André Carneiro.

  3. Boa Noite!
    Meu nome é Patricia, tenho uma pitbull de 4 anos muito ativa, adora correr atrás de bolinhas.
    Há 1 mês mais ou menos ela começou a mancar, a levei no veterinario, ele pediu uma radiografia que confirmou uma ruptura parcial do ligamento cruzado cranial. O vet. disse que não requer cirurgia e sim tratamento. Não tenho condições de fazer o tratamento. Peço pelo amor de Deus, será que não tem como comprar os medicamentos e eu mesma tratar ela em casa. Gostaria muito que um filho de Deus me desse o nome de um antiinflamatorio, analgesico ótimo preu dar a ela…e se possivel me orientar como fazer fiosioterapia em casa mesmo…Por favor me ajudem!!!

    • Boa Noite Patrícia,
      Recomendaria a você procurar uma clínica escola ou um hospital universitário, geralmente as universidades públicas fazem atendimentos a preços bem menores e/ou gratuitos, inclusive algumas cirurgias também.
      Grato Dr. André Carneiro.

  4. Boa noite. Preciso de uma orientação. Tenho uma cadela cocker spaniel de dez anos. Sempre foi saudavel , esperta , saltava sobre sofa e cadeiras . A partir do mes de outubro de 2011 começou a emagrecer e fazer muito coco, com um aspecto amarelado emeio mole. Após exames constatou-se que ela esta com insuficiencia pancreatica. Emagreceu 6 quilos em 3 meses. Com essa fraqueza as pernas trazeiras tambem fraquejaram. Agora ela esta usando pancreatina,ou seja , enzima pancreatica em pó, junto com uma ração gastro intestinal da royal canin.Melhorou visivelmente em uma semana, mas as perninhas não. O vetrinario constatou que houve um rompimento e o joelho está em gaveta. Deu antiinflmatorio e condoitrina mas disse que o caso é cirurgico mas que no momento ela esta debilitada para o procedimento. Será essa a melhor conduta?

    • Boa noite Ana Maria, obrigado pela visita!
      A ruptura de ligamento cruzado cranial dos cães só pode ser corrigida cirurgicamente, e ela só poderá ser operada quando estiver 100% recuperada. Siga todas as orientações do veterinário responsável que seu cão terá uma ótima recuperação.
      Grato Dr. André Carneiro.

  5. Oi,meu nome é Jaqueline.Tenho um poodle de 11 anos,ano passado ele operou o lig do joelho direito,e não ficou bom.Esse ano,mes passado ele teve que retirar a vesícula de emergência,ficou mal,quase morreu,e durante esse tempo ele teve o outro lig rompido.Ele ainda apoia a pata,mas o veterinario quer operar ele.To com medo,pois ele é idoso e ainda ta se recuperando da cirurgia da vesicula.O que fazer,existe tratamento sem cirurgia.obrigado.

    • Bom dia Jaqueline, obrigado pela visita!
      O tratamento da ruptura de ligamento cruzado em cães é cirúrgico, não existe outra possibilidade. Com a ruptura ocorre uma movimentação da articulação do joelho, o chamado “movimento de gaveta”, esse movimento gera muita dor ao animal e com o passar do tempo uma artrose severa da articulação.
      Grato Dr. André Carneiro

      • Bom dia Dr André, tenho um poodle de 8 anos que teve o ligamento cruzado e operou há três meses, mas nunca ficou bom. O veterinário que o operou informou que ele teve uma rejeição, isso é possível ? Estou desesperada pois tenho medo de sobrecarregar o outro joelho, se um não deu certo imagina o outro. Isso é comum, esse tipo de rejeição ? Ele está querendo operá-lo novamente para desfazer a cirurgia. É o mais aconselhado ? Existe alguma outra possibilidade ? Ele fez inclusive mais de 10 sessões de fisioterapia para ajudar na recuperação, fiz de tudo, o que era possível e impossível, agora estou extremamente frustrada, porque a única coisa que eu queria era ver ele bom.

  6. Bom dia, tenho um pit bull de 7 anos e foi diagnosticado com ruptura do ligamento cranial cruzado ele não coloca a pata traseira esquerda no chão de forma alguma agora não tem nenhum inchaço mas notei que a pata dele está como se a musculatura estivesse afinando, estou ministrando Cosequin Ds pois a cirurgia custa muio caro e não tenho condições de pagar no momento só terei condições daqui um mes será que ele pode esperar, aparentemente ele não sente dor, mesmo assim ele não pára e quer brincar toda hora come normalmente.grata

    • Boa tarde Luciana, obrigado pela visita!
      Esse afinar da musculatura já é uma atrofia do membro, quanto mais tempo demorar a cirurgia mais atrofiado ficará o membro.
      Grato Dr. André Carneiro.

  7. Boa Tarde , tenho um pitbull albino ele já está com quase 6 anos, e teve ruptura total dos dois ligamentos ( joelho traseiro esquerdo e joelho dianteiro direito) ele tambem esta com leishimaniose e estou tratando a quase 1 ano já, ao tratamento da leishimania ele respondeu muito bem, mas tenho medo de fazer a cirurgia nele e devido a essa doença e tambem a idade ele não resistir, qual seria a melhor opção? Com o tratamento só com analgesicos ele não vai sentir dor, posso tratar ele com remedios até o resto da vida? Grata

    • Bom dia Juliara, obrigado pela visita.
      O tratamento só com os analgésicos não será o mais efetivo, o tratamento definitivo para ruptura de ligamento é a cirurgia. Leve seu animal para ser avaliado por um veterinário, ele solicitará exames e com base nesses exames definirá se pode ou não realizar a cirurgia.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  8. Boa tarde Dr. André,
    Tenho um labrador macho de 1a4m que acabou de passar pela cirurgia de rompimento de ligamento, dia 07/05 . Esta em confinamento só saindo para evacuar e fazer xixi. Hoje ja esta mais agitado pelo fato de estar preso, é um cão calmo mas vive livre pelo quintal. Ja esta apoiando a pata e se deixar quer correr. A fisioterapia é obrigarória?, posso coloca-lo na piscina para ajudar depois que retirar os pontos? Nao da pra pagar um fisioterapeuta, o que posso fazer eu mesma? Muito grata.
    Janice

    • Boa noite Janice,

      A fisioterapia não é obrigatória mas ajuda bastante na recuperação do animal. Eu não prescrevo exercícios pois encaminho todos os meus pacientes para a Dr. Tatiana Bergamine, que é fisioterapeuta e acupunturista. A natação é um bom exercício mas você precisa consultar o veterinário responsável pelo caso.
      Att.
      Dr. André Carneiro.

      • Obrigada pela atençao. Contratei 5 sessões da fisio e ela tem aplicado uns aparelhos para cicatrização interna e como é jovem sua recuperação esta sendo um sucesso e os exercícios ele faz aqui no meu quintal que é apropriado.

    • Janice, bom dia.

      Gostaria de saber se moras em SP, porque li em sua mensagem que contratou algumas sessões de fisioterapia em seu cão. Moro em SP e gostaria muito de um Fisioterapeuta que atendesse em minha residência. Minha cadelinha operou de Ruptura de ligamento e queria começar a aplicar Laser ou Ultrassom para acelerar a melhora dela, já que outro tipo de movimentação por enquanto foi proibida pela necessidade de restrição dos movimento. Se puder me auxiliar me dando uma dica de onde encontrou uma fisioterapeuta que atendesse em casa.
      Obrigada,

      Erica

      • Peço desculpas mas nao havia visto sua pergunta. Bem, moro em Brasilia, mas fica a dica pra voce procurar hospital veterinário nas Universidades, la eles formam todas as especialidades e o preço é bem mais interessante. Foi o que fiz aqui . Feliz Ano-Novo!

  9. Boa noite Dr. André.
    Tenho uma Bulldog de 1 ano e meio que recebeu diagnóstico de ruptura parcial de ligamento. Levei há dois Veterinários diferentes, o último me indicou um tratamento conservador sem cirurgia. Disse que ela tem 50% de chance de escapar da cirurgia. Estamos mantendo-a presa quase que 24 horas, saindo somente para necessidades (caixa transportadora em repouso absoluto). Estamos medicando e semanalmente ela recebe aplicações de laser. Vejo que ela não manca e que anda normalmente quando soltamos para as necessidades. Mas no fundo ainda tenho dúvidas se isso irá dar certo. Falta um semana para terminar esse tratamento. O Sr. acha que pode dar certo? Ela terá de ter uma vida mais limitada , em termos de movimentação por ter tido ruptura parcial de ligamento?
    Muito obrigada.
    Erica

    • Bom dia Érica.
      Como ele mesmo disse seu animal tem 50% de chance de se recuperar. Geralmente as rupturas de ligamento mesmo que parciais, geram uma instabilidade articular que a longo prazo pode ser prejudicial, podem gerar no animal uma artrose dessa articulação.
      Att.
      Dr. André Carneiro.

      • Dr. André, boa tarde.
        Após o confinamento do meu cão (Bulldog fêmea 1 ano e 10 meses) por mais de trinta dias e sem melhoras no quadro da claudicação, ela foi submetida a cirurgia de TPLO. Espero que logo ela se recupere, a cirurgia foi ontem e creio que a parte mais difícil será mantê-la sem movimentação, pois hoje ela já quis sair andando.
        Abraços,
        Erica

      • Dr. André, moro em SP e gostaria muito de um Fisioterapeuta que atendesse em minha residência. Queria iniciar a aplicação de Laser ou Ultrassom para acelerar a melhora dela, já que outro tipo de movimentação por enquanto foi proibida pela necessidade de restrição dos movimento, por ter sido feita TPLO. Se puder me auxiliar me dando uma dica de onde encontrou uma fisioterapeuta que atendesse em casa, pois estou meio perdida, são inumeros profissionais na internet e na clinica onde ela operou eles possuem acupuntura somente.
        Obrigada

  10. Olá,
    Tenho um labarador de 7 anos e está com o ligamento cruzado cranial rompido. Levei em algumas clínicas e sei que o caso é cirurgico, Minha dúvida está em qual a técnica cirurgica mais recomendada, a TPA, placa de titanio ou a que reconstitui o ligamento, a mais tradicional?

  11. Dr André tenho um lhasa de 4 anos, ele tem problema de coluna, faz acumputura e tem o joelho esquerdo enxado. Agora deu para mancar com o joelho da perna direita o veterinário disse que é caso de cirurgia, só que ele é um cachorro muito agitado gostaria de saber com é a recuperação após a cirurgia se pode dá errado por ser muito agitado.
    Obrigada
    Claudia

    • Boa noite Cláudia,
      Infelizmente não poderei te ajudar, não sei qual o problema do seu animal e qual cirurgia será realizada. Mas certamente a agitação do seu animal é um agravante para o pós-operatório.
      Att.
      Dr. André Carneiro.

    • tenho um pit bul 4 meses e cada vez noto que ele tem as partes perto do joelhos para frente todo mundo pergunta o que é isso levei no veterinario ele falou que era da raça mas era para esperar mas um pouco para bater um raio x achei estralho o que eu faço? me ajude desde ja obrigada

  12. Dr Andre, boa noite.
    O teste de gaveta comprova, por si só, a necessidade de cirurgia ou deve ser acompanhado da radiografia.
    Pergunto isso porque a radiografia não demonstrou a lesão somente o teste, estou preocupado.
    Qual a melhor técnica para cães pequenos, tenho um poodle.
    Com a cirurgia o cão volta a atividade física, caminhar por exemplo, porque o meu estava muito acostumado a caminhar pelo menos 2 vezes por semana no parque.
    Obrigado.

    • Boa tarde Reinaldo, desculpe a demora.

      Sim, o teste de gaveta é o exame de diagnóstico para RLCC, o Rx pode sugerir mas o diagnóstico definitivo é feito com o exame físico.
      O animal volta as suas atividades normalmente uma vez sendo realizada a cirurgia. Para cães pequenos e de baixo peso utilizo bastante a técnica fabelo-tibial, tenho bons resultados e rápida recuperação. o Acompanhamento pós operatório com fisioterapia otimiza bastante a recuperação.

      Att.

      Dr. André Carneiro

      • Boa tarde, Dr. André, obrigado pela resposta.
        Realizarmos a cirurgia no dia 11/07. Sábado agora tiramos os pontos mas ele tem apoiado muito pouco a pata no chão…é normal isso? conforme orientado pelo veterinário iremos manter confinado durante 30 dias.
        Obrigado.
        Reinaldo

  13. Olá! tenho um stafforshire com pitbull, pesa 42,0 kg,há uns 3 meses vem mancando, levamos ao veterinario e com Rx detectou artrose secundaria de displasia, porém disse q não é um agravante,,pois ele ja nasceu com isso e seus sintomas virão com o tempo e sim diagnosticou ruptura do ligamento, mas apenas exames a mão, disse que é caso cirurgico, não tem como fazer tratamentos com antinflamatórios? estou com medo que abram o cachorro sem necessidade. Não seria preciso um exame mais especifico? disse que não posso demorar para operar porque quanto mais demorado mais rápido para sua piora e pode causar artrose no local? gostaria de sua ajuda.. onrigada Aline.

    • Boa tarde Aline, desculpe pela demora.
      O diagnóstico de ruptura de ligamento cruzado é feito com exame clínico mesmo, o exame radiográfico pode sugerir mas o diagnóstico definitivo é pelo exame clínico com o movimento de gaveta.
      Att.

      Dr. André Carneiro

      • Obrigada Dr. o Thor já foi operado, ja apoia o pézinho no chão, Operou dia 04/06 e está super bem, apenas vomitou e teve q entrar com omeprazol, agora esperamos uma boa recuperação..obrigada mais uma vez.

  14. Bom dia, minha cachorra a 15 dias fez cirurgia de facea late, na 1 semana esta bem … quase andando normalmente, apos 7 dias o medico frochou um pouco o curativo, dai a perna começou a estralar e ela a mancar ?? Sera que estragou a cirurgia ??? obrigada…

      • Boa tarde! tenho um Pitbull de 4 anos, teve ruptura do ligamento cruzado, operou e inesplicavelmente,com 2 dias pegou bicheira, ele ficou dentro de casa e mesmo assim a msca encontrou-o, foi um sofrimento total, até mesmo os pontos de dentro se romperam, dava para ver o osso e a placa, o vet disse que pela bacteria da larva,cuidamos com curativos varias vezes ao dia e bandvet, vetaglos, com 1 mes e 10 dias fechou, agora ele precisa fazer um RX, mas percebo que a perna dá uns estralos quando eu mexo, fazendo movimentos de abrir e fechar, ainda está tomando Oralguard ate a radiografia dar um bom resultado, existe a possibilidade de ter perdido a cirurgia que foi ultilizada a tecnica de TTA?será que os parafusos estão frouxos? conversando com o Veterinário dele ele diz que ainda demora 3 meses para a consolidação óssea! há possibilidade de não ficar bom? Obrigada.

  15. Boa noite Dr. André!
    Tenho uma cachorrinha poodle de 7 anos pequena, esta rompeu o ligamento na pata direita, fez cirurgia dia 9/08/2012, exatamente, há 8 dias, ainda não tirou os pontos vai tirar dia 20/08/2012
    Percebo que ela não consegue colocar a patinha no chão, apenas rela as pontas dos dedos e esta mancando, não tem força pra apoiá-la e quando quer apoiá-la ela se desequilibra.
    Ela é muito moleca, gosta de pular, correr bruscamente, principalmente, quando ouvi um barulho de moto.
    Quando ela retirar os pontos, após quanto tempo ela pode pular com segurança, sem correr risco de romper o FIO que foi colocado?
    Quanto tempo demora pra ela voltar a andar normalmente sem mancar?
    Muito obrigada pela atenção.
    Abraços

    • Boa noite Nira,
      O risco de romper o fio existe sempre, recomendo no pós-oerartório a realização de fisioterapia para uma melhor reabilitação, principalmente nos animais pequenos e leves.
      Att.
      Dr. André Carneiro.

  16. Boa tarde! tenho um Pitbull de 4 anos, teve ruptura do ligamento cruzado, operou e inesplicavelmente,com 2 dias pegou bicheira, ele ficou dentro de casa e mesmo assim a msca encontrou-o, foi um sofrimento total, até mesmo os pontos de dentro se romperam, dava para ver o osso e a placa, o vet disse que pela bacteria da larva,cuidamos com curativos varias vezes ao dia e bandvet, vetaglos, com 1 mes e 10 dias fechou, agora ele precisa fazer um RX, mas percebo que a perna dá uns estralos quando eu mexo, fazendo movimentos de abrir e fechar, ainda está tomando Oralguard ate a radiografia dar um bom resultado, existe a possibilidade de ter perdido a cirurgia que foi ultilizada a tecnica de TTA?será que os parafusos estão frouxos? conversando com o Veterinário dele ele diz que ainda demora 3 meses para a consolidação óssea! há possibilidade de não ficar bom? Obrigada.

      • DR. ANDRE
        TENHO UMA YORK QUE EESTA BEM OBESA FEZ CIRURGIA DE RETIRADA DO ÚTERO. DEPOIS FICOU COM MUITA DIFICULDADE PARA SE MOVIMENTAR. LEVEI AO VETERINÁRIO . ELE ME DISSE QUE ERA LIGAMENTO CRUZADO NAS DUAS PATAS TRAZEIRAS, E TERIA QUE REALIZAR CIRURGIA DE LIGAMENTOS, NAS PATASA TRAZEIRAS . NO ENTANTO JA FAZ UNS 3 MESES E ELA NÃO CONSEGUE ANDAR. ESTOU DANDO RAÇÃO PARA REGIME. O QUE MAIS POSSO FAZER ME AJUDE?

  17. Boa noite,
    Tenho uma cadela da raça Labrador excessivamente ativa. Foram feitos exames clinicos que detectaram rompimento do ligamento da perna esquerda traseira.Ela consultou com 2 ortopedistas sendo que o primeiro indicou a osteotomia pois a cirurgia com fios nao da grandes resultados p caes pesados(arrebenta), o segundo indicou a cirurgia com fios e afirmou que dificilmente arrebenta? O que eu faço? A cirurgia com fio é indicada p caes de grande porte e ativos? Obrigada.

    Mirian

  18. Boa tarde. Tenho com cocker com 11 anos e que possui atrose (pata traseira e cotovelos), já fez uma cirurgia de cefalectomia numa das patas (em 2007) e agora teve um discreto deslocamento cranial da tíbia em relação aos comdilos femorais da outra pata. Estou tratando com analgésicos, antiinflamatório e sessões de acumpuntura e laser. Ele já toma condroprotetores há alguns anos. Seria um caso cirrúrgico? Alguma indicação de um bom cirurgião em SP para avaliá-lo? Muito obrigada!
    Paula

    • Boa noite Paula.
      Quando existe esse deslocamento há uma possibilidade de ruptura do ligamento cruzado, a resolução geralmente é cirúrgica. Procure ajuda nas universidades como a USP e a Unesp.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  19. Boa Tarde,

    Tenho um Pit Bull, ele está com 7 anos e pesa cerca de 32 kg.
    Cerca de aproximadamente 20 dias ele bateu o lado esquerdo (coxa da pata traseira) na placa do carro. Apos isto ele começou a mancar.
    Fiz o uso de anti inflamatorio, mas sem sucesso.
    Levei- o ao veterinário ele foi cedado e tirou radiografia que não acusou nenhuma irregularidade… A veterinaria passou anti inflamatorio + analgesico e um remedio para proteger o estomago.
    Durante o raio x elas tentaram verificar o ligamento dele, entretanto a musculatura é muito forte e recomendaram consulta-lo com um ortopedista.
    A orincipal suspeita é rompimento do ligamento… com o uso dos medicamentos ele passou a apoiar levemente a patinha esquerda traseira… mas a maior parte do tempo ele mantem ela encolhida.
    Tenho medo de ter que opera-lo e tambem para consult-alo é preciso cedá-lo por ser muito bravo.

    O que voces acham que pode ser?
    Qual o risco de morte que ele corre por ser cedado com frequencia – a ultima cedação ocorreu dia 07/09/2012.
    A cirurgia é a melhor recomendação?

    Me ajudem por favor ele é tudo na minha vida.

    Obrigada

    Tatiane Souza
    BH/MG

    • Boa noite Tatiane.
      A ruptura do ligamento é corrigida com cirurgia, não existe outra possibilidade. Leve seu animal a um ortopedista veterinário, como recomendado pela veterinária que o atendeu, e assim você terá um diagnóstico preciso do problema.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  20. Boa tarde Dr. André!
    Tenho uma red hiller de 8 anos e ela está com suspeita de ruptura no ligamento cruzado, isso a mais de um mês. Foi feito 2 raio X, mas não foi detectado nenhum tipo de fratura e foi feito tratamento com corticóides, que não resolveu o problema. O veterinário disse que o exame para termos certeza se é a ruptura do ligamento, só é feito em São Paulo. E como moro longe da capital, fica um pouco difícil para estar indo até lá. A segunda opção é tentar abrir a pata e se for isso mesmo fazer a cirurgia. Mas estou com medo pois ela está arrastando a pata e por isso fizemos curativo para não machucar, mas ela é muito ativa e quando vi ela já havia tirado a faixa e machucado toda a pata. Na minha opinião, ela nem está mais sentido a ponta da patinha, então por isso gostaria da sua opinião, pois tenho medo de opera-lá e ela não se recuperar e depois ter que amputar a pata. Será que no caso dela ainda tem recuperação com essa cirurgia?
    Desde já agradeço

    Natália Scoton

    • Boa noite Natália,
      Existem alguns testes clínicos que se fazem para avaliar a ruptura do ligamento cruzado, como o movimento de gaveta e o teste de compressão tibial. Se você diz que ela parece não ter sensibilidade na ponta do membro, seria bom verificar a possibilidade de alguma lesão lesão neurológica.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  21. Boa Noite!!
    Minha cadela operou dia 03/09 de ruptura de ligamento cruzado, vai fazer 1 mês e elaainda esta mancando.Quanto tempo demora para ela voltar a andar normalmente.
    Att.
    Alice.

  22. Ola enqto ñ diagnosticado o problema se realmente é ruptura, qual melhor remedio a dar pra que a dor diminua e ele possa caminhas sozinho??Ela tem receio de por a pata no chão e ñ se equilibra só em tres ta meio complicado a pata é a traseira..uma labradora de 8anos .

    • Boa noite José Carlos,
      Leve seu animal a um veterinário especializado em ortopedia para um diagnóstico precoce. Não existe a possibilidade de prescrição sem avaliar o animal.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  23. Boa tarde, tenho um cachorro vira-lata de porte médio e um tanto obeso , já com 3 anos de idade.A uma semana brincando acabou batendo a perna esquerda traseira num vaso de flores no quintal.No inicio não consegui colocar a perna no chão.Levei a veterinária que o medicou com antibiotico (injetavel) e antiflamatório via oral por uma semana .Agora ele dá poucos passos com a perna apoiada no chão ,mas a maior parte do tempo permanece com a perna erguida. Ela suspeita rompimento de ligamento, e pediu que aguardesse o fim dos antiflamatórios e caso ele continue sem firmar a perna no chão procurara um ortopedista.
    Devo esperar??
    É isso mesmo?? Mas se tivesse rompido os ligamentos ele estaria dando esses poucos passos??

  24. Bom dia!
    Dr. Andre, possuo um vira-lata de 10 anos que operou de ruptura total de ligamentos há 3 meses, estava bem e caminhando normalmente. Porém, nos últimos 2 dias, notamos que ele voltou a mancar dessa pata (traseira esquerda), até apóia no chão, mas com dificuldade. Quando o busquei de volta na vet dessa cirurgia, ela me falou que o joelho dele apresentava um leve estralo qdo mexia, mas que por enqto, não iria interferir em nada. Será que ele rompeu os ligamentos novamente ou pode ter sido algo na patela?? Detalhe: no final de 2011, ele havia operado de ruptura total de ligamentos, mas da pata traseira direita. Estou preocupada, não gostaria de operá-lo de novo, devido à idade…obrigada!

  25. Boa tarde, primeiramente quero parabenizar o site, que pelo que li tem ajudado muitas pessoas e seus animais. gostaria de pedir uma informação sou criador de American Pit Bull Terrier, nunca tive problema algum com meus cães em relação a cirurgias por esforço físico. No entanto a uns 90 dias meu principal padreador (52 Kg 50 cm cernelha e 65 cm cabeça) começou a mancar de sua pata traseira esquerda, e eu o levei ao veterinário que confio, ela fez simples de displasia, e nada, falei pra ela que ele andava apoiando somente a posta de seus dedos no chão, o veterinário como sabe que o ambiente onde eles ficam é cheio de pedregulho, disse que ele poderia ter pisado em alguma pedra, analisou apertou a almofado dos dedos dele e o cão teve um reflexo instantâneo, ok. Entramos com anti-inflamatório por 15 dias e nada, comecei a tratar com uma pomada mais forte de uma marca muito conhecida nacionalmente, mais 10 dias e nada. fui dar banho neles uma tarde de calor e na vez dele o deitei de costas pra esfregar sua barriga e parte interna das coxas. Quando comecei a mexer em sua coxa ao chegar no joelho mexi e ele gritou, na hora pensei na possibilidade de ser joelho. Levei o cão ao seu retorno falei do acontecido ela marcou um raio X porem me pediu muito dinheiro, sabendo que tenho possibilidade de pagar creio que ela se aproveitou da situação porem não vem ao caso.
    Eu tive o intuito de leva-lo a um centro especializado que trata-se ortopedia canina, fui até a UNESP da cidade de Jaboticabal a 100 KM de onde moro, fui muito bem atendido também expliquei o ocorrido disse que o cão sobe e desce de lugares muito altos para seu peso no entanto sempre foi assim desde filhote, passado o tempo da pré consulta, veio o médico veterinário responsável e fez alguns exames de imediato como exame de sangue, exames de toque e tração do membro do animal e suspeitou que fosse ligamento do joelho, pediu um Raio X no qual fomos até a sala e fizemos e nele foi constatado que o ligamento havia rompido e uma degeneração na óssea devido ao tempo da lesão 90 dias. Ele me disse que na instituição é feito a cirurgia com a própria fibra muscular devido ao animal ser bem pesado, e a recuperação melhor por haver pouco corpo estranho dentro do animal no pós cirúrgico minha dúvida como leigo é saber se essa técnica é garantida?

    Desde já agradeço e deixo meus sinceros parabéns pelo site.

    • Boa tarde Jonatas,
      Obrigado pela visita ao blog.
      Essa técnica utiliza a fascia muscular de um músculo da coxa chamado tensor da fáscia lata, realmente quanto menos corpo estranho na cirurgia menor a probabilidade de rejeição do enxerto. Mas nenhuma técnica cirúrgica é 100% garantida. A UNESP é uma das referências do Brasil em ortopedia veterinária, seu animal está sob supervisão de excelentes profissionais.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  26. minha lhasa tem 7 anos tem hipercortecoidismo esperando vetoril 60mg pra tomar.Teve ruptura de ligtos cruzados.Sera que pode ser cirurgiada? Preocupo com anestesicos ela não pode com corticoides, quase morreu.E se não fizer a cirurgia o que pode acontecer com o joelho dela? Ela sente muita dor? Por hora esta tomando meloxicam plus 1mg ao dia.Grata fik com Deus.

    • Boa noite Edna,
      A cirurgia poderá ser realizada quando seu animal estiver tratado do Hiperadrenocorticismo, após liberação do veterinário responsável pelo caso.
      Se a cirurgia não for realizada seu animal pode desenvolver uma artrose intensa no joelho, o que causa muita dor.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  27. Oi Dr Andre, gostei muito do blog e pude notar que o senhor fala com muita propriedade.
    Tenho um a cadela pitt bull de 2,5 anos, e a seis meses ela começou a mancar de leve da perna traseira esquerda. Só que nos últimos 3 meses piorou muito, teve uma dia que cheguei em casa e ela estava sentada muito ofegante, tentou se levantar para vir ao meu encontro e não conseguia nem sair do lugar. Levei em um veterinário, ele disse que provavelmente ela havia se machucado, aplicou uma um anti-inflamatório forte e falou que ela iri melhorar. Foi o que ocorreu porem continuava mancando muito nos últimos 40 dias ela vem piorando muito, muita dificuldade pra se levantar, foi quando levei a outro veterinário que pediu vários radiografias da coluna, que não acusavam nada, receitou anti-inflamátorio (banamin) e corticoide. Depois e 3 dias ela começou a andar novamente mas com alguma dificuldade, achei que ela estava melhorando e joguei uma bolinha para ela brincar, foi quando ela arrancou pra correr atrás da bolinha ouvi um gemido forte e ela começou a mancar muito. Depois deste dia ela só vem piorando as pernas estão afinando muito rápido junto com todo o quadril, ela anda como se fosse uma cadela de 12 anos, e quando anda é com muita dificuldade com a coluna bem arqueada, as patas da frente tortas(como pernas de alicate) e escuta se um barulho alto quando caminha tipo ( croc croc croc…) Ela era muito musculosa e bonita no Hospital Veterinário da Universidade Federal de Uberlândia é que os residentes detectaram o rompimento dos tendões dos dois joelho, e afirmaram pero barulho que ela faz quando anda que pode ser uma caso que fique sequelas mas que deve ser feita a cirurgia. Mas ficaram de falar com o professor cirurgião e especialista em ortopedia para confirmar o essa informação.
    Minhas dúvidas São:
    Todas essa perda muscular que ela teve, pode ser revertida e ela voltar a se movimentar e ficar musculosa novamente?
    Receitaram um remédio para regeneração das articulação mas disseram que o resultado é lento. Como é muito caro (R$ 120,00 e só dá para 15 dias, sedo que o tratamento é de no mínimo seis meses) esses remédios realmente funcionam ou são só vitaminas? Tem algum outro bom e mais barato que eu possa comprar ( de uso humano ou manipulado)?
    No estado que ela está agora com essa dificuldade de locomoção, devo coloca-la pra nadar segurando por baixo e com cuidado para ela se movimentar e reduzir um pouco dessa atrofia?
    Desde já, agradeço pela ajuda.

    • Bom dia Heuberti,
      Vamos as dúvidas, o condroprotetor pode ser manipulado sem problemas, você precisa de uma receita do seu veterinário para fazer a manipulação na farmácia. A ruptura dos ligamentos do joelho só é corrigida pela cirurgia, a natação é uma boa forma de fisioterapia pois não causa impacto na articulação.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  28. Olá, tenho um cachorro grande, pesado, sofreu a ruptura do ligamento do joelho desde entao nao apoiou a pata no chão até atrofiar. Porem ele sente muita dor, não come nao toma agua direito nem quer levantar nos ultimos dias. Levei novamente ao veterinario e ele disse que o problema está na articulação de cima do joelho que desgastou e o osso fica “batendo”. Ele quer fazer uma cirurgia para tirar o nervo sensitivo e ele voltar a apoiar a pata. Este procedimento está correto? A primeira cirurgia já tem 5 meses ou mais.

    Obrigada desde já,
    Atenciosamente
    Joara

    • Boa tarde Joara,
      Possivelmente seu animal pode ter displasia. Esse procedimento se chama denervação capsular percutânea, existe um post no blog sobre esse procedimento de uma olhada depois.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  29. Olá Dr. André, meu nome é Monallysa, tenho uma pit bull que em uma brincadeira machucou o cotuvelo esquerdo e , por isso, ela manca e fica com o apoio da outra pata. Ela não consegue ter o apoio das duas. Pode ter havido uma ruptura ou apenas magoado?Só existe a ruptura na pata traseira?

    • Boa tarde Monallysa,
      Sim, o ligamento cruzado anterior só existe no membro posterior. Pode ser uma série de coisas, inclusive uma fratura, procure um veterinário para uma melhor avaliação.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  30. Olá, Dr. André,
    Tenho uma cadela da raça lhasa apso de aproximadamente 9 kg e 9 anos de idade. Neste sábado ela estava deitada em minha cama e quando foi descer, pulou e gritou de dor, a partir desde dia então ela vem mancando. Hoje a levamos ao veterinário e ele pediu para que fosse feito um raio x. O fizemos e levamos ao mesmo médico veterinário, ele examinou o raio x e disse que ela havia rompido o ligamento cruzado cranial do joelho esquerdo traseiro e que era preciso fazer uma cirurgia colocando um fio de carbono, que possivelmente será agendada para essa sexta feira. Enquanto isso ela está tomando, dois medicamentos: Gaviz e Meloxivet. Porém, ela não sente dor, só anda mancando e as vezes cai.
    Além disso, estive lendo outros comentários aqui neste seu site, e não foi feito o tal “teste de gaveta” em minha cadela.
    Minha dúvida é: posso confiar no diagnóstico sendo realmente rompimento de ligamento cruzado e devo fazer a cirurgia nela? e quanto aos medicamentos que foram recomendados durante 10 dias, estão corretos?
    Se essa cirurgia não for realizada, ela poderá desenvolver uma artrose, certo?
    Ela não para quieta, prejudica muito sua articulação se ela ficar andando mancando?

    Aproveito também para parabenizar seu comprometimento com as perguntas realizadas neste blog.
    Grata desde já,
    Marília.

    • Boa tarde Marília,
      O exame radiográfico pode indicar uma ruptura do ligamento mas o diagnóstico definitivo é clínico, além do teste de gaveta também existe o teste de compressão tibial. Havendo ruptura do ligamento se a cirurgia não for feita, seu animal pode desenvolver uma artrose severa no joelho.
      Siga as orientações do veterinário responsável.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  31. Boa Tarde Dr. André.
    Meu nome é Junior , sou médico veterinário. Gostaria de parabeniza-lo pelo blog e pelas respostas coerentes dadas as perguntas. Muito obrigado por contribuir de forma ética e positiva para a medicina veterinária.
    Att. Dr. Eronildo Souza Junior

  32. Bom dia, Dr André. Tenho uma cadela york de quatro meses e ela machucou a pata traseira. Constatou-se que ela fraturou um dos ossos próximos à tíbia, responsável pelo movimento de articulação da pata. Segundo os veterinários, um osso muito raro de fraturar. Foi feita a cirurgia com a inserção de um pino e de fios de titânio. Porém, na troca de curativo, uma semana após a cirurgia, constatou-se que o pino estava externo à pele e os fios de titânio arrebentados. Existe a possibilidade de erro médico ou é normal em cães tão jovens e pequenos. Segundo a veterinária é necessário refazer a cirurgia.
    Obrigada

    • Bom dia Eliana,
      Cada organismo responde de forma diferente aos implantes ortopédicos, existe a possibilidade deste implante ter sido rejeitado. Seu animal seguiu todas as orientações e recomendações feitas pelo veterinário responsável? Pode ter sido sobrecarga precoce sobre os implantes? São muitas variáveis a se avaliar.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  33. Olá Dr. André Carneiro.
    Tenho uma Lhasa Apso de 6 anos. Ela é gordinha, está com 10,6kg, É uma cachorra tranquila. Por isso, não sei como ela rompeu o ligamento do joelho. Ela começou a mancar com a pata direita traseira. Eu levei no veterinário, ele passou um anti-inflamatório por um semana, mas não adiantou nada. Aí ele fez o raio-X e constatou a ruptura de ligamento do joelho. Disse que é cirúrgico. Até a cirurgia, recomendou repouso absoluto. Estou com medo da cirurgia. Há grandes riscos dela mancar para sempre? A ruptura é corrigida com a cirurgia? Como é o pós-operatório?
    Att.,
    Andréia Marega

    • Boa noite Andréia.
      O sobrepeso já é um fator predisponente para a ruptura do ligamento, o pós-operatório é tranquilo mas devem ser seguidas as orientações de repouso e evitar esforço exagerado sobre a cirurgia. Geralmente após a cirurgia os animais retornam a função normal do membro, é importante após a cirurgia acompanhamento com fisioterapia para restabelecimento total da função do membro.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  34. BOA TARDE DR. ANDRÉ TENHO UMA ROTTWEILER DE 9 MESES ELA CAIU DE UMA ALTURA DE 4 METROS DE ALTURA E ELA QUEBROU A TIBIA LEVEI PARA O VETERINÁRIO ELE VAI OPERAR COLOCAR PINOS APOS O PÓS OPERATÓRIO ELA VEM PARA CASA E O RETORNO É DE 30 E 60 DIAS SERÁ QUE PRECISO FAZER FISIOTERAPIA? OU SOU EM ALGUNS CASOS É NECESSÁRIO FISIOTERAPIA OU TODOS? E ELA FICARA 100%.

  35. Boa tarde, meu gato passou por uma cirurgia em 08/03/2013 para correção de ruptura de ligamento do joelho direito na pata traseira , o medico disse que ele tem que ter repouso absoluto, foi colocado um pino e um fio, ele vai andar normal depois da cirurgia e o tempo de recuperação é longo fisioterapia é necessário. Estive lendo os tópicos não vi nenhum caso com gato é raro acontecer com gatos.

  36. obrigada por me responder. tenho outra pergunta depois de 17 dias de cirurgia do ligamento do joelho meu gato pode andar normal ou tem restrições andar só um pouquinho ou ele não pode andar nada tem que esperar 30 dias, ele deu algumas escapulidas ta andando mancando só um pouco, o que eu faço prendo ele pra não andar ou libero ele só um pouquinho.

  37. Olá, tenho uma buldogue frances de 4 meses , e faz 2 dias que ela caiu da cama e esta mancando da patinha traseira direita, hoje ela já está caminhando com a patinha no chão porem ainda manda , quando corre ela ergue a patinha, esta sendo medica com antiflamatorio , o rx não apresentou nenhuma lesão, será que ela pode ter rompido o ligamento do joelho ?

  38. oi tenho uma Pit Bull de 5 anos,ela pesa em torno de 30 kg.passou por uma cirurgia no joelho para corrigir o ligamento que estava se rompendo,já tem quase 2 meses,mas como ainda não estava apoiando no chão totalmente,levei pro ortopedista ver,e ele disse que o procedimento que foi feito cedeu(afrouxou),que tenho que fazer a cirurgia novamente, e ela fazer um regime.É isso mesmo,fique preocupada pois o veterinário disse que posso fazer a cirurgia novamente e voltar a ceder,por ela estar acima do peso.

    • Boa noite Josiane,
      Existem diversas técnicas para correção de ruptura de ligamento em cães, em animais mais pesados pode-se utilizar técnicas como TTA e TPLO. Converse com o veterinário responsável.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  39. Dr . André , boa noite .
    meu nome é Rodrigo , resido em Curitiba , tenho uma filhota de fila brasileiro de 6 meses com possivel ruptura do ligamento de joelho . O acidente ocorreu quando ela pulou de dentro do carro pela janela , no dia ela continuou a andar normalmente , porem a noite ocorreram os primeiros sinais , ela gritando de dor , imobilizamos a pata traseira com uma tala e demos analgésico para ela . Passado dois dias ela ja se movimentava perfeitamente e nao apresentava nenhum sintoma nem mancava . Pela manha seguinte a pata dela amanheceu com um inchasso consideravelmente excessivo aumentando em no minimo 100% o tamanho da perna . Feito radiografia durante a tarde nada foi constatado mas ocorreu um deslize na hora da radiografia onde nao foram tiradas chapas da parte do femur , apenas do joelho e da parte debaixo da perna . Como nada foi constatado , retiramos a tala e entramos com carprofeno e condrovet para ajudar na conservaçao ossea . Isso passou mais ou menos 45 dias até a data de hoje , porém noto que ela nao se senta corretamente e quando levanta se arrasta para ficar de pé .
    Como ela está ainda com apenas 6 meses , a cirurgia será recomendada ou é possivel a recuperaçao apenas com medicamentos e repouso completo ? é intererssante uma radiografia coxo femural para ver se o problema nao se enquadra nesta região ?
    um abraço .

    • Boa tarde Rodrigo,
      Em alguns animais pode haver uma ruptura parcial do ligamento, que com o tempo e medicações os animais se recuperam bem. Seria também interessante um Rx do quadril para descartar uma possível displasia congênita, converse com o veterinário responsável e peça para ele avaliar essa possibilidade.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  40. Olá, Dr. Tenho um Lhasa Apso de 6 aninhos. Ele mais parece um macaquinho do que um cachorrinho, pois o negócio dele é ficar o dia inteiro “pedindo” pra quem estiver perto para arremessar bem alto a bolinha de cravinhos para ele “pegá-la” no alto. Quando estamos na cama, a mesma coisa. Anteontem ele pulou da cama (como era praxe) e pumba!, começou a gemer. Percebi que a pata traseira direita estava mole e ele não a colocava mais no chão. Levei-o para raio-x ontem e para o veterinário que constatou o rompimento do ligamento cruzado cranial (depois de apalpar a patinha por algum tempo). O veterinário foi categório ao dizer que a solução do caso é somente a cirurgia. Como tenho receio de colocar meu pet numa mesa cirúrgica, estou procurando por outras alternativas. Existem outras alternativas sem que ele seja submetido a cirurgia? Detalhe: ele apoia a pata em casos que precisa correr (como ontem, tentando fugir do veterinário). Me ajuda com isso, por favor!? Obrigada. Isadora

    • Boa tarde Isadora,
      A correção da ruptura de ligamento é cirúrgica, a maioria dos animais após algum tempo volta a apoiar o membro. O grande problema é que com o ligamento rompido a articulação do joelho fica instável, e com o passar do tempo seu animal vai desenvolver uma artrose severa no joelho, e isso sim dói bastante e não tem cura. A cirurgia de ligamento é bem rápida e a recuperação muito tranquila.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  41. Boa noite Dr. André,
    Sou Veterinaria também e faço bastante cirurgia corretiva para ruptura de ligamento cruzado cranial. Eu costumo usar a técnica fabelo-tibial e uso o fio de poliéster trançado para tal. Em cães pequenos tenho uma resposta excelente mas os de grande porte não respondem bem não. Gostaria de saber qual fio você usa. Obrigada
    Silvia

    • Bom dia Sílvia,
      Obrigado pela visita ao blog e divulgue aos colegas veterinários se possível!
      Eu também utilizo essa técnica e tenho excelentes resultados, o fio de poliéster é muito bom, utilizo muito também o Nylon, nos cão grandes você pode usar o fio duplo que confere mais resistência.
      Em alguns casos onde o cão é muito pesado prefiro encaminhar para colegas que façam técnica de TTA ou TPLO.
      Att
      Dr. André Carneiro

  42. Meu filho jogou a cachorri de 2meses de uma altura de dois metros ele ficou mei tonto mais peguei ele e depois de um tempo coloquei ele no cao ele andou meu manco sera q rem erigo dele morrer

    • Bom dia Cristiane.
      Temos que ter muito cuidado com crianças e animais, ambos não têm noção do perigo, é sempre bom uma supervisão quando estiverem juntos.
      Sim, existe o risco de morte você deve procurar imediatamente um veterinário.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  43. Bom Dia Dr. Andre!
    Tenho um Pit Bull de 9 anos e fez uma cirurgia de ligamento cruzado no joelho esquerdo a 18 dias atras e não retirou os pontos ainda, vai tirar semana que vem, e ele não esta colocando a patinha no chão ainda, pois levei no vet e ele disse que ele ja deveria estar apoiando a patinha, mexeu na pata e falou que a cirurgia esta td em ordem que o joelho esta no lugar que não tem mais aquela gaveta, esticou e dobrou a pata e ele não sentia muita dor, como na minha cidade não tem fisioterapeuta ele indicou uns exercicio para fazer em casa, so que a gente está fazendo mas na hora de esticar a patinha ele não deixa esticar muito, como se tivesse alguma coisa segurando ou travada ou mesmo dor na hora de esticar, dobrar ele esta dobrando bem, mas esticar não, oque o Dr. acha, será que teve erro nessa cirurgia, ou ele sente dor e não quer esticar e apoiar, estou muito preocupada que ele não volte a apoiar essa pata no chão mais, tenho medo que atrofie e perde a musculatura toda, me ajuda Dr. Andre, muito obrigada.

  44. Bom dia Dr André,

    Meu nome é Ângela, tenho um cão da raça poodle de 13 anos bem ativo, outro dia levei ele para o banho e tosa e quando minha mãe foi buscá-lo ele não estava apoiando a pata traseira no chão, falaram que ele caiu da gaióla…ele foi avaliado pela veterinária do local que disse ser apenas uma luxação, receitou antiflamatório e pediu para voltar com cinco dias, não tendo melhora após os cinco dias ela disse que era ruptura do ligamento e precisa fazer cirurgia, me falaram que vão arcar com todas as despesas, mas até agora todos o remédios são de farmácia e eu que estou pagando (mas esse não é o problema). Estou com medo pois ele além de ser idoso, tem uma insulficiência cardíaca de grau moderado, toma anti hipertensivo, é epilético e toma anticonvulsivante, tem um problema no fígado e toma remédio para isso também. Não sei mais o que fazer pq é muito remédio e agora mais um pra dor. Sei que essa cirurgia é muito arriscada, mas gostaria de saber se tem possibilidade dele andar normal novamente e se vale a pena fazê-la? Quanto tempo pode demorar pra fazer essa cirurgia? Querem esperar 15 dias pra ver se ele apoia a pata. Marquei outro veterinário pra pedir uma segunda opinião, e gostaria de saber qual a sua. Obrigado pela atenção!

    • Boa tarde Angela.
      As cirurgias ortopédicas devem ser feitas o mais rápido possível para evitar progressão da lesão. O animal pode até a utilizar o membro, mas se o ligamento estiver rompido vai ter instabilidade na articulação e futuramente uma artrose. Leve-o para uma avaliação com um ortopedista veterinário.
      Att.
      Dr. André Carneiro

    • Bom dia Gabriela.
      Retração muscular é um encurtamento do músculo, geralmente por desuso e atrofia muscular. Se trata com fisioterapia, a cura depende do grau de retração mas geralmente tem boa recuperação.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  45. Boa tarde, estou muito preocupada com minha lhasa apso, ela faz 4 anos em julho, e no dia 27 de março de 2013 rompeu o ligamento da pata traseira esquerda, levei-a imediatamente ao veterinário, que deu o diagnóstico na hora, mas pediu radiografias e exames de sangue, dia 30 de março ela foi operada. Quando foi tirado o curativo percebi que a pata estava torta e ela sentava sobre ela, quase não apoiava a pata, e parecia que sentia uma fisgada, o veterinário disse que o ortopedista tinha que avaliar. Em nova consulta o ortopedista disse que os pontos que seguravam o músculo interno haviam arrabentado e que ela teria que operar novamente, o que ocorreu no dia 29 de abril, 3 dias depois foi tirado o curativo e a pata estava mais torta ainda, o veterinário disse para andar com ela que ficaria boa, mas o ortopedista que operou não viu como ficou a pata, só o veterinário, eu sempre falando que a pata não estava normal, e ele dizendo que era assim mesmo, há dez dias ele viu a Nina e disse que o caso dela era complicado, e para não andar de novo com ela. Conclusão: a cachorrinha está com a pata ( do joelho pra baixo ) virada pra dentro, quase não apoia no chão apenas dois dedinhos da frente, estala demais, o veterinário está se omitindo, vou levá-la esta semana em outro veterinário, e vou pedir para radiografar novamente pra ver se houve erro médico, será que ela terá que se submeter a outra cirurgia, ou uma boa fisioterapia resolve seu problema. Quero que ela tenha uma boa qualidade de vida agora e principalmente no futuro. Você poderia me orientar. Aguardo sua resposta e desde já agradeço pela atenção.

    • Boa tarde Natália.
      Certamente o exame radiográfico vai dizer o que está ocorrendo com sua cadelinha. Se ela precisa de nova cirurgia ou fisioterapia? Não tenho como dizer, mas após a realização do exame radiográfico o veterinário responsável pelo caso vai avaliar e dizer a você. Pode ser que não seja nada ligado a cirurgia e surgiu outro problema.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  46. Bom Dia Dr. Andre!!
    Amanha ele tira os pontos, estamos fazendo fisioterapia em casa, nos mesmo pq aqui na minha cidade não tem e ele está soltando bem a perninha, ja está conseguindo esticar ela, não 100% mas já está bem melhor, mas pareçe que ele não tem força nela para se apoiar no chão, amanha vou conversar com o vet dele vamos ver oque ele vai falar, muito obrigado mesmo, esse site ajudou bastante nas minhas duvidas, precisamos de mais pessoas assim igual ao Dr. parabéns pelo seu trabalho.

  47. Olá Dr.
    Ontem, por volta das 18h, notamos que nosso Lulu da pomerania de 2,2kg estava mancando de uma das patas traseiras, levamos ele ao veterinário e o mesmo diagnosticou através do teste de gaveta que era ruptura parcial, como ele acredita que tenha sido parcial, nos indicou deixa-lo em repouso de 20 a 30 dias e receitou carproflan por 5 dias. Ocorre, que hoje pela manhã ele já estava normal, sem mancar nadinha, saltitando e feliz, minha pergunta é a seguinte, pode um cachorro com ruptura parcial estar em cerca de 12horas após ter rompito o ligamento estar aparentemente normal, sem dor e colocando a pata no chão normalmente???

    • Bom dia Paulo.
      Sim é possível, o seu animal está medicado e com a dor controlada, a medicação que ele está tomando é um analgésico e anti-inflamatório bastante utilizado nesses casos. Siga as recomendações feitas pelo veterinário responsável pelo caso.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  48. Boa tarde Dr. André.
    Minha cadela poodle mestiça de 9 anos e 13 quilos está com o ligamento cruzado rompido no joelho direito traseiro, segundo diagnóstico do médico veterinário ortopedista que a atendeu hoje. Ele indicou uma cirurgia para “avanço da tuberosidade tibial para tratamento de RLCCr direito”, que consiste em cortar o osso da tíbia e colocar implantes. Mas o preço dessa cirurgia é alto demais (R$ 4 mil).
    Assim, procurei um outro especialista que recomendou a cirurgia com prótese de fio de nylon. Esta é menos onerosa (R$ 2,3 mil), mas parece que a recuperação é mais lenta.
    Qual é a sua opinião? Qual é e melhor? Existe alguma alternativa em Brasília que seja menos onerosa?
    Tenho urgência em decidir porque já fazem quase dois meses que ela está mancando.
    Obrigada pela sua atenção.
    Letícia

  49. Bom dia Dr. André, tudo bom? Tenho uma linda beagle de 8 anos 1/2, ela teve uma ruptura pequena na perna direita onde foi constatado também osteosporose, tentamos o método conservador com alguns remédios e o osteosyn, aparentemente ela tinha melhorado bem, só que agora rompeu o da esquerda, ambas traseiras, só que agora crônica, será que ela sobrecarregou a esquerda enquanto tratavamos a direita? não seria melhor ter operado a primeira logo de cara para não sobrecarregar a outra? A idade dela ainda é uma idade boa
    para operar? posso aproveitar essa operação para fazer limpeza dos dentes? Muito obrigado e um grande abraço!

    • Bom dia Eduardo, tudo bem!
      O seu animal rompeu o que? Ligamento? ou ele tem displasia? A idade independe para cirurgia, se os exames pré-operatórios estiverem ok pode-se fazer a cirurgia.
      Não é recomendado que se faça nenhum procedimento junto com o tratamento periodontal.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  50. Boa noite Dr.
    Tenho um labrador com 4 meses e meio, desde que o comprei que o acho diferente, é muito calmo, não corre e brinca como os outros, está sempre sentado e deitado. A sua marcha foi sempre diferente, mas pensei que eram tudo características dele, longe de pensar que tinha alguma deficiência. Ele tem crescido muito rápido, com 2 meses pesava 2 kg e agora pesa 20 kg, a constituição dele é mesmo muito pesada, embora não aparente estar gordo. Há pouco tempo comecei a verificar que ele coloca os membros posteriores para fora e que coxeia, tem fraqueza nas patas, tem dificuldade em levantar-se, cada vez está mais tempo deitado, etc… Fui ao veterinário, fez radiografia e fez o teste da gaveta que deu positivo nos dois joelhos. Não tem sintomas de displasia da anca, está bem encaixada, mas já apresenta sinais de artroses. O diagnóstico foi rotura dos ligamentos cruzados dos joelhos. A solução dada foi cirurgia. Será que se o cão fizer dieta, andar com os joelhos imobilizados com ligaduras, e mais alguma terapêutica não melhora. O cão é muito novo, mas dizem que se não operar já, a situação vai-se agravar cada vez mais e o cão daqui por um ano já não consegue andar. Gostava de saber a sua opinião porque estou aterrorizada.
    Obrigado.

    • Bom dia Andreia.
      Realmente o tratamento para a ruptura de ligamento cruzado em cães é a cirurgia. Se há ruptura do ligamento perde-se a estabilidade da articulação, e com o passar do tempo instala-se uma artrose severa nos joelhos.
      Att.
      Dr. André Carneiro.

  51. Bom dia!
    Por favor, tenho uma cachorrinha que esta com o joelho operado, e já fez 2 cirurgia para consertar o ligamento, mas ela começa a colocar a pata no chão, depois do 6 dias de cirurgia ela volta a recolher a pata e parece que fica meio virada para dentro, o que tenho que fazer para que ela não volte para a mesa de cirurgia. Isso é normal estou com medo de ter rompido novamente o fio de dentro. Tenho mt cuidado com ela mas mesmo assim hj notei que ela esta diferente será que é por conta de que mudou o tempo.

    At.

  52. Dr. André, boa tarde. Tudo bem?
    Meu nome é Rafael Ramos, sou de São Paulo/SP e tenho uma cachorra SRD de porte médio que foi diagnosticada com ruptura parcial do LCC. Foi tentado tratamento clínico com antiinflamatórios e analgésicos, porém sem resultado. Parte do fracasso do tratamento, acredito eu como leigo, que seja devido à agitação e movimentação exagerada por parte dela devido seu jeito inquieto. O veterinário indicou realizarmos uma cirurgia, porém não nos explicou o método que será utilizado, as chances de sucesso, bem como a probabilidade de insucesso.
    Assim, pode, por favor, me explicar se há mais de um método cirúrgico utilizado nesses casos e as chances reais de sucesso e insucesso?
    Obrigado,
    Rafael Ramos.

    • Bom dia Rafael.
      Existem sim diversas técnicas para correção de RLCC, a técnica utilizada vaio depender do cirurgião. Existe a TTA, TPLO, Fabelo-tibial dentre outras. As chances de sucesso são grandes, mas em toda cirurgia existe o risco de insucesso, cada animal responde de forma diferente ao procedimento. Converse com o veterinário responsável e pergunte a ele qual técnica será utilizada, só assim ele poderá passar para você todas essas informações.
      Att.
      Dr. André Carneiro

      • Oi meu nome e juliana queria muito saber tenho um pit de 1ano 4 meses que operou ligamento do joelho … mais sabe queria muito saber se esta certo ou não o vet colocou uma tala nele e hoje esta tem 14 dia da operação esta em repouso so sai pra fazer as necessidades so que não esta achado e nada… queria saber se estou no caminho certo estou com muito meto dele não volta a andar mais ,,,,,

  53. Boa tarde Dr. André, parabéns pelo seu trabalho !!! não imaginava que a ruptura no ligamento do joelho fosse tão comum, minha pit bull operou ontem e espero que em breve ela possa andar e correr como fazia antes, estou com receio do pós operatório, pois ela é muito agitada e o correto é muito repouso, o médico veterinário receitou Fenobarbital 100mg … 2 comp. de 8 em 8 horas, vamos ver se assim ela sossega.
    Não sei te explicar exatamente o nome da técnica utilizada para a cirurgia que foi realizada, mas basicamente consiste em colocar internamente um fio resistente, você conhece essa técnica?
    Obrigado

  54. Olá. Minha cachorrinha começou a mancar do nada e percebi q ela estava com dor, levei ao veterinario e foi diagnosticada com ruptura de ligamento cruzado. Ela vai fazer cirurgia na semana q vem. Queria saber quais são os riscos dessa cirurgia, e depois disso ela voltará a andar normalmente? Quanto tempo dura essa operação? Confesso q estou com um pouco d medo dessa cirurgia. É minha filha e morro d medo d acontecer alguma coisa com ela. Desde já agradeço.
    Juliane

    • Boa tarde Juliane.
      O risco cirúrgico é o mesmo de qualquer outra cirurgia, geralmente os animais retornam sim a utilizar o membro normalmente.
      Converse com o veterinário responsável pela cirurgia e tire todas as suas dúvidas antes d procedimento.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  55. Boa Tarde Dr André,
    A 5 dias atrás a minha bulldog foi atingido por um carro. O carro não passou em cima do corpo dela, porém a roda bateu na pata traseira ESQUERDA. Levei a uma veterinária que ao consulta-lá percebeu que o joelho da pata DIREITA estava com um pequeno estalo. No entanto ela foi atingida na parte esquerda do corpo. Ela não manca e não reclama de dor. Mesmo assim a levei para um exame radiográfico. onde segue o seguinte laudo:
    REGIÃO: FÊMORO-TÍBIO-PATELAR DIREITA
    Sexo: F Idade: 03 anos
    Radiografias em projeção médio-lateral direito e crânio-caudal demonstram:
    – Importante desvio cranial da eminência intercondilar da tíbia em relação aos côndilos do fêmur direito (Ruptura/insuficiência do ligamento cruzado cranial); – Patela em topografia habitual; – Significativo aumento de volume intra-articular na fêmoro-tibial (Edema).

    Qual é o melhor tratamento nesse caso?
    OBS: Ela está medicada com Rimadyl
    Att,
    Vanessa

    • Bom dia Vanessa.
      O laudo radiográfico sugere uma ruptura do ligamento, o diagnóstico definitivo é clínico através do exame físico pelo “teste de gaveta”. Seria interessante que levasse seu animal para uma avaliação com um ortopedista veterinário.
      Att.
      Dr. André Carneiro

    • Olá! Meu nome e Marcia, minha cachorrinha Lola( srd)fox Paulistinha, 13 anos, foi operada dos dois ligamentos dos dois joelhos ao mesmo tempo semana passada. Hoje já está dando seus passinhos, e fazendo xixi e coco quase sozinha. Está sendo maravilhosa sua recuperação, não foi fácil, mas valeu vê- la sem dor. Obrigada, pelo conselho da operação. A equipe de veterinários foi ótima! Dr Bruno, Dr Bernardo e anestesista em Maringá/ PR

  56. Bom dia Dr. André, tenho um cachorrinha fox Paulistinha (vira latinha) de 13 anos, que foi adotana por nós, quando deveria ter mais ou menos 1 ano. Ela gostava de pular em todo lugar, sofá, camas, poltronas e assim por diante. Com 6 anos ela teve foi diagnósticada luxação na patinha esquerda, traseira, foi tratada com antiflamatórios (carprofeno) ficou boazinha. Agora ficou de novo com problema, o exame radiológico deu: luxação medial da patela em articulações fêmoro-tíbio-patelares bilateral. Observa-se em articulação fêmoro-tíbio-patelar direita, aumento de tecidos

  57. Continuando sobre a Lola, fox Paulistinha,aumento de volume de tecidos moles intrarticulares(sugerindo efusão articular) so pra lembrar ela tem 13 anos e deu na radio tb, luxação medial de patela em articulações f~emoro-tibio-patelares bilateral. O que fazer? Att Márcia

  58. Oi Dr. è a Marcia novamente, o vet. aqui de Paranavaí / PR falou que tem que operar, mas é uma decisão difícil, porque ela já tem 13 anos, por outro lado ela está triste, e andando com bastante dificuldade, a maior parte do tempo no colo para não sobrecarrega-la. O que faço? Thanck’s

    • A luxação patelar é uma doença degenerativa, a correção é cirúrgica. O risco cirúrgico é minimizado com a realização dos exames pré-operatórios, converse com o veterinário responsável.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  59. Dr André,
    Gostaria de parabenizar pelo site e tirar algumas dúvidas. Tenho um cãozinho Yorkshire de 4 kg com 8 anos e ele brincando c sua irmãzinha rompeu o ligamento da pata traseira. O vet ortopedista fez a cirurgia e utilizou uma placa q creio ter sido de Ti. Tem 10 dias e hj observei q a placa esta perfurando a pele. Retornamos ao profissional e ele falou q às vezes ocorre e que teria q ressuturar a pele e antibioticoterapia. No pós operatório, tivemos bastante cuidado, deixamos confinado p n andar. Somos de Salvador, o Sr pode nos orientar qto ao q procedimento mais indicado?
    Obrigada,

  60. Ola Dr. meu nome é Alan, e meu cão esta com ruptura de ligamento já confirmado,a cirurgia é amanha.ele(SRD) já tem 10 anos e esta com 22 quilos.minha duvida é,posso ficar tranquilo quanto a cirurgia de implante?e a recuperação? Mas já digo que meu cão e tranquilo,calmo.e a ortopedista dele é excelente profissional.Mas quando a gente se depara com essas situações sendo totalmente leigo no assunto,nos vemos colhendo informações com outros profissionais da área para termos mais segurança,e termos mais conhecimento do procedimento.Já agradeço e parabéns pelo trabalho.

  61. Olá! Minha cachorrinha Lola, 13 anos, foz Paulistinha, foi operada faz uma semana, no início ficamos preocupados, agora começou a dar uns passos e fazer as necessidades quase sozinha. Está se recuperando muito bem! Obrigada pelo conselho da operação, e lenta e difícil, mas gratificante de vê-la sem dor. Tks!

  62. Boa tarde Dr.Andre tenho uma pitbull de 4 anos muito ativa eq sempre saia comigo para brincar e correr ate a exaustão,ate q uns 6 meses atras +- ela sofreu esta lesão do ligamento cruzado foi no joelho da pata direita traseira,não pensei duas vzs fui ao meu veterinaria q logo ele diagnosticou o rompimento e disse p/q ela ficasse 100% novamente somente com a cirurgia,mas ja faz uns 6 meses como relatei q ela operou e mesmo assim ela continua mancando e sempre escuto estalar o joelho dela!E quando vou ao veterinario ele sempre fala p/aguardar mais um tempo….estou muito insatisfeito com isso vc poderia me esclarecer oq pode ter dado errado?ah e o meu veterinario falou q pode tambem ter rompido outro ligamento sera q é isto??ficarei muito grato se puder me responder!!

  63. Olá Dr André,

    Tenho uma labradora e aconteceu isso com ela recentemente, e estamos cotando orçamento para cirurgia das duas patas traseiras.
    Você sabe quanto custa mais ou menos essa cirurgia para que eu possa ter uma ideia do preço?

    Em relação ao recuperação do animal é mais ou menos de quanto tempo?

    Obrigado

    • Olá, minha cadelinha de 13 anos fez essa cirurgia nas duas perninjas traseiras, ela eh fox paulistinha, está andando, e se recuperando bem, no início, depois da cirurgia não foi fácil, para fazer as necessidades. O total gastamos 2.500,00, com a equipe de três veterinários, sendo que um deles foi encarregado da anestesia. Foi realizada na cidade de Maringá no Paraná. Estamos muito contentes.

  64. Olá
    Tenho uma cadelinha com 5 anos de idade. à cerce de 1 ano começou a coxear de uma pata. A veterenária diagnosticou-lhe displasia leve e receitou-lhe condroitina, ficou bastante melhor. No final de 2013, começou novamente a coxear e desta vez da outra pata. Levei-a a um ortopedista
    onde me disse que o afinal tinha era rutura de ligamentos e só com operação passava. Marcou a operação ás duas patitas e parecia ter resultado, pois passados 4 dias ela já caminhava. Porem ao 5º dia fui informado que ela estava a acumular liquidos numa das patas e que teria que ficar mais uns dias em repouso. Quando pensava que a ia buscar começou o meu pesadelo. Depois de vários dias sem melhoras o médico decidiu verificar o que se estva a passar e verificou que a capsula articular estava toda destruida e disse-me que a cadela devia ter saltado e fez esse estrago. Perguntei-lhe como era possivel ela saltar dentro de uma jaula com menos de 1 m2 e fazer o que ele disse que fez. Bom foi operada novamente e depois de 20 dias no hospital ainda lá continua e não consegue pousar a pata e estou a ver que vai ficar sem a recuperar.
    Estou muito triste

  65. Boa tarde, temos uma lulu da Polemrânia de apenas 3 meses de vida. Desde quando a conhecemos ela estala as duas patinhas traserias quando se movimenta (ao se coçar, quando largamos ela no chão e as vezes até ao caminhar), mas ela não parece ter dor ou claudicação ao deambular.. isso é sintoma de alguma patologia? Devemos fazer exames de imagem? O criador nos disse que era do cresceimento.. isso é normal?

  66. olá dr André minha Pit bull de 06 anos pulou de um lugar mito alto e começou a mancar com uma pata traseira em consulta costataram uma folga discreta de gaveta, hoje depois de um medicamento Osteocard plus, melhorou não manca mais,mesmo assim vejo que ela não pula nem realiza esforços com a pata será que vai continuar assim ou tem perigo de piorar ? obrigado.

  67. Bom dia Dr.,
    tenho um lhasa apso de quase 11 anos. Ontem foi subir no sofá e sentiu dor. Passou a mancar da pata esquerda traseira. Levei ele ao veterinário ortopedista que diagnosticou ruptura do ligamento cruzado (disuse ser menos grave do que ruptura do ligamento cranial). Ele avaliou tocando e examinando o local. Moro em uma cidade com poucos recursos veterinários e estou desesperada. Me cãozinho já teve o mesmo sintoma de novembro do ano passado. Tomou Carpoflan e tudo voltou ao normal em 2 dias. Estou medicando com Carpoflan desde ontem (quando aconteceu o acidente). Ele está mancando da pata traseira e tem dificuldade para andar. Está muito triste e amuado. O médico indicou cirurgia e disse que tem que ser rápido para não comprometer a coluna, já que meu cão tem problemas de coluna há muitos anos. Gostaria muito de saber sua opinião. Tenho muito medo de cirurgia (por conta da idade dele), e levando em consideração minha dificílima situação financeira não sei o que fazer. Li suas respostas acima, e vi que há tratamento medicamentoso (o veterinário nem comentou sobre isso). Fico muito infeliz em vê-lo assim. O Sr. acha que com o uso do Carpoflan a situação pode voltar ao normal? Se precisar mesmo operar, a recuperação é 100@ Por favor, me ajude. Muito, muito obrigada.

    • Boa tarde Beth.
      A ruptura do ligamento cruzado tem como tratamento definitivo a cirurgia para reconstrução do ligamento, se não fizer a cirurgia seu animal pode desenvolver uma artrose no joelho.
      Att.
      Dr. André Carneiro

      • Dr. André,
        primeiramente muito grata pela resposta. Meu cãozinho foi operado há dois dias e tudo correu bem, segundo o veterinário. Aproveitamos a anestesia e foi feita a castração, pois no ultimo ultrassom foi visto um aumento de próstata. Minha preocupação no momento é que ele não evacua desde ontem de manhã (em pouquíssima quantidade e de consistência muito dura). Ele tem comido pouco (eu dou na boca dele) e bebe água (na seringa) — porque não consegue por causa do colar elizabethano. Como ele tem tomado muitos remédios (e pesa 6 kg) me preocupo se não come nada e ao mesmo tempo tenho receio de dar ração e ele não evacuar. O senhor poderia me dizer se é normal ele não evacuar? Mais uma vez, muitíssimo obrigada!!! Saúde e sucesso!

        Att
        Elizabeth

  68. Dr André, você sabe se é possível manipular o cosequin ds para cães, de forma a ficar mais barato? Caso seja possível, o senhor consegue gerar uma receita para tal? Eu pago pelo serviço. Minha cadela é uma beagle de 12,5kg de 8 anos de idade que tem displasia. Grato. Ferdinando.

    • Bom dia Ferdinando.
      Acho que é possível manipular sim, existem algumas farmácias de manipulação de produtos veterinários. entre em contato com uma delas e veja a possibilidade.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  69. Olá Dr. André,
    Estou aqui precisando de um esclarecimento…Não tem haver com a sua ótima matéria, mas se for possível me ajudar com uma resposta…ficarei grata! Minha cadela está com um abcesso na bochecha devido a mordida de outra cadela (tem um furo por dentro da gengiva e por fora já fechou). A Veterinária, hoje mandou eu dar ORALGUARD 150mg, uma vez ao dia e a cadela já está tomando também Cefalexina desde ontem. Li a bula e fiquei preocupada, porque lá diz “a cada 12 horas” e sendo antibiótico, não teria que ser no máximo de 12 em 12 horas…? A veterinária pode ter se enganado, ou esse prazo mais extendido do remédio é pelo fato de estar administrando outro antibiótico junto? Agradeço a atenção e peço desculpas por perguntar algo fora do contexto…! 😉

    • Bom dia Andrea.
      Quando fazemos associações de medicamentos podemos ter efeitos potencializados de alguma medicação. Siga a prescrição feita pela veterinária responsável, e retorne nas datas marcadas para as revisões.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  70. Boa noite Dr. André,

    Temos uma Lhasa Apso de 3 anos e 8,5kg. No dia 20/05 ela escorregou em casa durante uma brincadeira e gritou muito na hora, após o fato ela passou a mancar da pata esquerda. Levamos ela num veterinário, fizemos RX e Ultra-som, e então foi diagnosticado o rompimento do ligamento cruzado cranial do joelho e por fim foi nos dito que para corrigir é preciso uma cirurgia para reconstruir o ligamento, contudo o valor do procedimento é alto e não temos condições de pagar, como alternativa marquei uma consulta também com o hospital veterinário de uma universidade aqui do ES porém a data é para 18/06 e pelo que me informaram se for confirmado a necessidade da cirurgia a data deve ser uma semana depois da consulta (calculando acho que por volta de 25/06). Como realmente preciso de uma alternativa mais barata gostaria de saber. Qual a consequência de esperar esse tempo até fazer a cirurgia, que desde a lesão até a data da cirurgia deve ser em torno de 36 dias? Essa espera pode inviabilizar o procedimento?

    • Bom dia Wellington.
      O período de espera não inviabiliza a cirurgia, o que pode ocorrer a longo prazo é ela desenvolver algum grau de artrose no joelho, devido a essa instabilidade momentânea.
      Att.
      Dr. André Carneiro

    • Wellington, boa tarde!
      Vi sua consulta e gostaria de lhe dizer que o mesmo aconteceu comigo. Tenho um lhasa apso de 11 anos de idade. Numa brincadeira também rompeu ligamento (faz 3 meses). Eu tive dificuldade financeira de operá-lo. Demorei 20 dias e ele passou muito bem pela cirurgia. Hoje anda normalmente, apesar de ter perdido muita massa muscular na patinha que ficou imóvel. Ganhei um tratamento de acupuntura para ele, e com isto a recuperação foi incrível!! O veterinário dele, deu alguns exercícios de fisioterapia pra eu fazer com ele após a cirurgia. Isto também ajudou muito a recuperar músculo. Desejo, sinceramente, que sua companheirinha fique curada brevemente.

  71. Boa Tarde,

    Estou precisando de uma ajuda… Tenho um Pitbull e no ultimo dia 14/05/2014 ele operou pois havia rompido o ligamento cruzado. Quase 30 dias após a cirurgia ele continua mancando e não coloca a pata no chão. O que devo fazer? Ressalto que o veterinario orientou fazer caminhada com ele 2x ao dia por 15 minutos, enquanto ele esta com a guia durante a caminhada ele apoia a pata no chão mas não coloca todo o peso nela, mas assim que o deixo livre ele suspende a perna e anda apenas com tres patas. A ruptura foi na pata direita traseira. Por favor me ajudem… desde já agradeço.
    Tatiane Souza (tatiane.souza82@gmail.com)

  72. Tenho um lhasa- apso de 10 anos com 11 quilos que apresentou uma ruptura no joelho da perna esquerda e está mancando muito. A veterinária prescreveu um tratamento com antinflamatório por 5 dias. No retorno ela afirmou que precisa de cirurgia e disse que ela usa o método de fáscia lata. Levei-o a outro profissional que também sugeriu a cirurgia, mas com o fio de nylon. Pergunto: Qual é o método mais seguro, mais moderno e com menor possibilidade de rejeição em um cão com as características do meu?

    • Bom dia Wagner.
      Existem diversas técnicas cirúrgicas para correção de ligamento. A melhor técnica é aquela que o cirurgião tem mais intimidade, o resultado final delas é o mesmo.
      Att.
      dr. André Carneiro

  73. Oi, tenho um poodle te 12 anos que a 3 semanas chora de vez em quanto quando abre a boca, ele não quer comer ração, só que late normal, achei que fosse alguma coisa nos dentes e levei a uma veterinaria pra limpar , ela não achou nada de errado nem nos dentes e nem nos ouvidos, não sei se ele brincando com o outro cachorro que tenho ele tenha batido a boca ou algo parecido e se machucado, não tem nada inchado, na minha cidade não tem raio x que eu possa fazer, será que é grave ou tem algum remedio que eu possa dar a ele.Ficarei agradecida se puder me ajudar. obrigada,

  74. A cirurgia de ruptura de ligamento, é eficaz para Rottweiler ? Como é a recuperação e perna operada fica imobilizada ? Minha cachorra tem 3 anos.

  75. Bom dia Dr. André.
    Tenho uma poodle de 7 anos que é muito agitada. A cerca de 1 mês e meio atrás, brincando ela caiu do sofá e começou a chorar e na hora já começou a claudicar.. levamos no veterinário ortopédico e ele fez os exames e foi diagnosticado rompimento do ligamento cruzado.. ele passou alguns medicamentos e vitaminas por duas semanas… e logo ela já fez a cirurgia. Hoje esta fazendo 15 dias que ela fez a cirurgia e já tirou os pontos.. Durante a cirurgia o veterinário disse que encontrou mais 3 problemas além do ligamento: menisco, tíbia e rótula. Ele disse que já aproveitou a cirurgia para recuperar esses problemas também.

    Durante a primeira semana percebemos que ela estava apoiando mais a patinha operada no chão.. porém há cerca de 5 dias.. ela voltou a não apoia a patinha no chão.
    A técnica utilizada foi a com o fio de nylon. Ela é muito agitada.. estamos ao máximo tentando deixa-la em um lugar com pouco espaço.. e não subir em cama… sofá.. etc.

    Sobre a recuperação… qual será foi o motivo que ela no início apoiou o membro.. e depois voltou a recolher a patinha pra cima?

    Esta semana.. ela iniciará a fisioterapia.. isso ajudará? Eu vi em uma das respostas que o Sr. deu acima.. sobre o encurtamento do músculo.. isso poderá ter acontecido?

    Sobre todos esses problemas que foram diagnosticado.. é um motivo para a recuperação ser mais lenta?

    Desde já.. agradeço pela atenção e parabenizo sua preocupação em atender a todos os donos de cãezinhos preocupados!!
    Abraços.

    • Bom dia Tamires.
      Todas as suas perguntas eu só poderia responder avaliando seu animal, podem ter vários motivos, atrofia muscular, ruptura do fio, etc. A fisioterapia ajuda muito na recuperação, mas seria indicado retornar ao veterinário responsável pela cirurgia para reavaliar seu animal.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  76. Olá, tenho uma dúvida: Como se dá a recuperação do ligamento? Um fio é “emendado” no lugar original do ligamento e com o tempo esse fio é envolvido por cartilagem ou algum outro tecido novamente? Ou é somente o fio que passa a ter o papel do ligamento? UC-II ajuda na recuperação do ligamento?

  77. Óla Drª tenho uma chow chow e infelizmente ela teve a ruptura do ligamento cruzado constatado por exame manual e raio x! Gostaria de saber qual a media de uma cirurgia para reparar essa lesão? o Drº que constatou disse que possivelmente sera feita a intervenção “classica” com fios, e cobrou 900 a cirurgia e 300 a anestesia, queria saber se é este valor, e também estou procurando por escolas veterinarias e se posso confiar nelas; Sou do abc sp e vi sobre fmu usp metodista que são bem faladas.
    Agradeço desde já a atenção, e parabenizo pelo tópico criado e por tanto tempo estar respondendo a duvidas

  78. Bom dia tenho uma duvida e fora desse assunto mais achei muito interessante, existe algum produto para que possa insimular o cio de uma cadela exemplo tenho uma com dois anos nunca cruzou esperei esse cio mais acho que foi silencioso tem como acelerar sem prejudicála?

    • Boa tarde Marcos.
      O cio das cadelas é aproximadamente a cada 6 meses, mas pode demorar um pouco mais. Na veterinária já existem profissionais especializados em reprodução seria interessante procurar a ajuda deles. Aqui no RJ tem a Dr. Cristiane.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  79. Olá Doutor, bom dia.
    Tenho uma BASSET HOUND de aproximadamente 5 meses ela pulou do sofá coisa de 40cm a 50cm e esta mancando só que ela coloca a patinha no chão normal e apóia, notei que a parte inferior da pata se for apertada ela sente dor. Ela não chora quando anda apóia a pata não tem expressão de dor nenhuma, só demonstra dor se eu não apertar a patinha na parte inferior. Obrigado pela atenção.

  80. Boa noite, meu Poodle tem 10 anos e faz 1 ano que realizou uma cirurgia de ruptura de ligamento, a cirurgia foi um sucesso, porém, ele se encontra uma hora mancado outra normal, quando saio para passear com ele está normal, mas quando chega em casa após alguns instantes ele começa a mancar, penso que está relacionado ao seu peso ou também deve ter feito algum movimento brusco, bem não sei, desde já agradeço por alguma informação do senhor Dr sobre o assunto.

    • Boa tarde André.
      Certamente o peso do animal tem relação direta com isso. Em relação a cirurgia de ligamento nunca teremos um ligamento 100% eficaz como o original, alguns animais podem sim apresentar claudicação discreta após exercício intenso.
      Att.
      Dr. André Carneiro

  81. Dr. André Carneiro, Boa noite, noite passada andei com meu cachorro e ele andou normal, só choramingou um pouco e mais nada, mas hj quando acordei ele tava mancando com a perna direita e durante o dia foi piorando a ponto dele ficar andando com 3 patas e raramente por o pe no chao, quando desci no inicio da noite pra ele fazer chichi, me surpreendi dele apoiar o corpo na perna q tava caminhando com ela encolhida, ao subirmos, percebi ele pior, agora no fim da noite chamei ele pra a ultima descida do dia e ele nem se animou, mas foi assim msm, teve dificuldade em descer as escadas, e foi levado no braço, mas ele fez um pouco de xixi e logo puxou pra subir, o que n é caracteristico dele , pois ele adora passear, basta dizer VAMOS, que ele fica pulando fazendo festa, e se deixar nem quer subir e hj ele puxou pra voltar pra casa. em fim, ele tem 13 anos, e desde q acordei ele ta assim, tbm ta mt quieto, sem animo, lacrimejando um pouco, acho q até ta meio quente, ele é mt euforico, festivo n para quieto , mas hj passou o dia quieto, sem querer nada,e quando tento pegar na perna dele ele fica rosnando, ja apalpei , masagiei, mas n senti nada, só quente. bebeu agua mta e se alimentou, mas pouco. Ele n é cão de raça, é mestiço de porte médio, o que pode ser Dr.? o que devo fazer. tem algum medicamento que possa dar pra dor? se possível me ajude por favor. mt obrigada . Mõnica

  82. Com a cirurgia o animal volta a ficar 100%? Ele poderá correr e caminhar normalmente? Quanto tempo de recuperação para um cão de grande porte? Qual é o tratamento necessário?

  83. Minha cadelinha fugiu apos meia hora voltou andando com dificuldade ela ta no cio nao come vomitando e co muita dor entre a barriga e quadriu nem oosdo passar amao sente muita dor o q fazer q medicamento dar

  84. Boa Noite Dr.
    Meu chow chow de 1 ano e 10 meses foi diagnosticado com rompimento de ligamento cruzado, ainda estou na dúvida em qual tecnica utilizar, estou entre a tecnica TTA e a do FIO, mas minha dúvida é se após a cirurgia ele poderá correr e pular como antigamente? Ou terá que ser restrito para sempre?
    Att,

  85. Dr. André,
    Tenho uma rotwailler de 1 ano e 2 meses, em um domingo ela sentiu a pata esquerda, na segunda-feira ela teve uma melhora e na terça ela veio sentir as 2 patas traseiras (pois mesmo sentindo não parava de brincar) apoiando o peso do corpo nas 2 adianteiras. Na quarta (hoje) a levamos ao veterinário e o mesmo constatou que houve rompimento do ligamento dos 2 joelhos e que teria que fazer a cirurgia. Mas ele me deu um orçamento de R$4 mil reais, não tenho esse dinheiro… Não sei o que faço… Não posso deixar minha cachorra sofrer desse jeito, ela evita andar por tudo, ela é uma cachorra tão alegre… 😭😭😭 estou muito triste…

  86. Olá doutor, eu tenho uma cachorra SRD está com 7 Meses e nessa semana ela ficou sem o movimento da perna traseira, ela fica com a pata toda levantada igual a um cão deitado. Eu gostaria de saber o que pode ter acontecido, ela não tem nenhuma fratura nem nada. E aqui na cidade onde moro não tem nenhum veterinario tem apenas casas que vendem reações e alguns medicamentos, não tendo nenhuma competência para realizar enxames… Me fala o que pode ter acontecido… Ela é bastante ativa ela tem uma mistura com labrador. Estou com medo de ter sido alguma doença grave. Me ajuda por favor estou muito preocupado…

  87. Boa noite, minha cadela passou a 4 meses atras por um procedimento de castração, após procedimento foi constatado que ela não possui cicatrização e quase foi a óbito, passou por transfusão e teve que ser aberta de novo para verificar se ocorreu alguma ruptura.
    Enfim, esta em casa. Mas logo apos todo ocorrido ela voltou com a pata de trás sem movimento. Foram dadas as medicações por 3 meses, acupuntura e limpeza adequada 4 vezes ao dia. Hoje ela voltou o movimento,mas a ponta dos dedos não. Estou em uma “sinuca de bico”, pois ela esta fazem 3 meses com o cone a cabeça, pois arranca o curativo, mas o que mais me preocupa é o fator dos dedos, pois caíram as unhas e os dedos estão inchados, quando ela tenta se coçar, nitidamente percebo que não sente os dedos. Consecutivamente ha isso ela arranca com a boca as unhas (acredito que por nao sentir) estou limando e usando antibiótico spray e calmante mas nao vejo fim para isso…

    Grata

  88. Bom dia, tenho um cocker spaniel de 13 anos e ele não está colocando a pata direita traseira no chão. Fiz um raio x e acusou uma possível ruptura do ligamento. Minha veterinária disse que não era recomendado cirurgia devido a sua idade 13 anos e ele ter diabetes. Mas o que eu faço então? Estou dando dorless e rimadyl 75 mg, mas a dor não passa e ele grita muito. É muito triste vc ver seu cão assim e não poder fazer nada.

  89. Boa tarde, tenho um labrador de 7 anos e ele rompeu o ligamento cruzado em 1 das patas fez a cirurgia no dia 19/12/2014 e ficou perfeita e esta se recuperando bem, no dia 8 de jan ele rompeu o ligamento da outra perna fez a cirurgia mas a placa que o cirurgiao colocou quebro dentro da patinha e entrou no joelho, fizemos mais uma cirurgia a 1 semana, hoje levei ele para o retorno e novamente o parafuso da placa soltou e a patela subiu o veterinario recomendou tirar a placa colar o osso e esperar uns 6 meses para tomar qualquer outra providencia. Estou insegura em relaçao a isso, pode me dar uma ajuda? Aguardo retorno

  90. Boa tarde, Dr.

    Tenho um maltês de 12 anos, que foi diagnosticado com luxação na patela. Fez uns três meses de tratamento, com medicamento, fisioterapria e peso. Porém, não houve melhora. E sua patinha afetada atrofiou bastante. Resolvemos levar num outro veterinário para uma segunda opinião, ocasião que foi constatada a ruptura total de ligamento, através do exame de gaveta. A cirurgia está marcada para o dia 11/02/2014. Porém, minha dúvida é a seguinte: Depois desse tempo todo com o ligamento rompido, a patinha atrofiada, é possível sua recuperação em 100% após a cirurgia? Também estou muito preocupada com a anestesia… por se tratar de um caozinho já idoso.

    • Boa tarde Ana Cláudia.
      Sim é possível uma recuperação mas vai ser bem difícil e demorada devido a grave atrofia muscular. Em relação a anestesia, se os exames pré-operatórios estiverem normais não vejo problema algum.
      Att.

  91. OLA BOM DIA!
    TENHO UMA CADELA PITBULL DE APROXIMADAMENTE 8 ANOS, SENDO QUE ELA TEMA APENAS 3 PATAS POIS UMA TEVE QUE SER AMPUTADA POR CAUSA DE UM CANCER. MAS MINHA VETERINARIA ESTA COM SUSPEITA DE UM ROMPIMENTO DE LIGAMENTOS DA PATA TRASEIRA POIS ESTA MUITO INCHADO E ELA QUASE NAO APOIA NO CHAO. ELA ME PASSOU OS ANT INFLAMATORIOS DURANTE UMA SEMANA PARA VER SE DA RESULTADO, MAS ACHO QUE NAO VAI DAR NAO… ELA VAI ME INDICAR UM ORTOPEDISTA, MAS JA AVISOU QUE E UMA CIRURGIA MUITO CARA. SERÁ QUE COM 3 PATAS VAI SER MUITO DIFICIL A RECUPERAÇAO, E SERÁ QUE CONSIGO ALGO MAIS EM CONTA, POIS NAO TENHO CONDIÇOES. OBRIGADO

  92. Boa tarde, Dr.

    Tenho um shit zu de 1 ano, ele não sobe no sofá, nem na cama e não pula. Faz alguns dias que ele começou a fazer um barulho estranho quando caminha, ”toc toc”… Parece vir do quadril. Como moro no interior não tenho acesso a clinica veterinários. Ele fica o dia td dentro de casa e é feliz…

    Daiane

  93. Boa noite Dr.
    Tenho um labrador de 6 para 7 anos, que apos brincar rodopiando em varias voltas sobre a cama e logo apos pular ao chao, passou a mancar da pata direita. Nao dei muita importancia achando que seria um mau jeito. Porem, as dores ficaram mais fortes a ponto de eu ter que leva-lo a uma emergencia. Apos o atendimento de emergencia procurei um veterinario para tentar descobrir o problema. A principio achou -se que seria displasia coxo-femural, mas apos os RX, o veterinario descartou essa possibilidade. Foram feitos varios exames de sangue, mais Rx e nada de diagnostico. Por fim, me encaminharam para um ortopedista, que disse que poderia ser sindrome da cauda da equina. Passou prednisona de 20 mg, obedecendo uma programacao de doses, mais um analgesico. Ele teve uma melhora, mas ainda anda meio travado e sente dor qdo faz algum esforco como correr, subir e descer escadas, etc.
    Eu gostaria de saber se existe algum exame que possa realmente diagnosticar o problema do meu cachorro, como uma ressonancia ou tomografia, ou algum outro. Meu medo e de ele ter algum problema no ligamento ou musculatura e nao estar sendo tratado corretamente. Desde que teve a primeira crise , volta e meia tenho que repetir a medicacao, pois volta a sentir dores mais fortes e ele nao passa bem qdo toma esta medicacao. Teria como o Dr me dar alguma orientacao?
    Desde agradeco e aguardo seu retorno.

    Elisa

  94. Minha cachorra fica com pata suspensa as vezes, e qdo apioa tem certa dificuldade. fiz rx e deu

    OBS: Presença de leve instabilidade articular da articulação fêmoro-tíbio-patelar direita (joelho direito) durante à realização do exame radiográfico, à confirmar/esclarecer clinicamente (lesão ligamentar ?). Sera que rompeu ligamento parcial ou total? obrigado

  95. Olá,
    Tenho uma pit bull de 6 anos que está mancando e quando anda faz croc croc na perna direita. No ano passado ela teve os mesmos sintomas e ao levar para o veterinário ele diagnosticou como ruptura do ligamento cruzado, mas não fez radiografia. Li uma resposta nos comentários que diz que casos de ruptura não faz barulho ao andar. Então é possivel que o diagnóstico esteja errado? No ano passado tratei com rimadyl 75mg e condroitina apenas, ela melhorou até que agora, 1 ano depois voltou a apresentar os mesmos sintomas. O que vcs me sugerem?

  96. Ola Dr André!
    Tenho uma pit bull de dois meses, de ontem pra hj ela amanheceu mancado, quando fui olhar a patinha estava torta, corri no veterinario e na radiografia não tem nada de anormal, lesao ou algo assim.
    Esta super torta a pata dela, e parece que esta prejudicando o andado, estou triste por não saber o que é isso e não poder fazer nada!!!

  97. Olá Dr., minha cachorra está a uns 4 meses mancando (ou estava), segundo o último veterinário que é ortopedista, disse que rompeu o ligamento cruzado, aqui está o histórico dela na nuvem https://drive.google.com/folderview?id=0B7OK2aG50dI8VUpINnRCVGw1bE0&usp=sharing

    Tem vídeos dela ora boa e ora claudicando, o raio-x é digital, o ortopedista indicou uma cirurgia, que exige fisioterapia, eu até já estava convencido em fazer mas veja bem…

    A recuperação dela evoluiu, no primeiro mês ela não conseguia andar sem mancar, agora consegue, no segundo mês ela não conseguia pular pequenos cômodos e escadas, agora consegue, no terceiro mês estacionou a recuperação, foi ai que resolvi procurar um terceiro veterinário e recomendou cirurgia, agora estamos no quarto mês, e progrediu mais ainda, só estava mancando quando fazia muita atividade, ou andava em superfícies instáveis como minha cama, atualmente não consigo mais ver ela mancando, apenas se observar minuciosamente andando na cama, “parece” que ela não gosta de deixar a pata no chão, talvez porque não esteja 100% ainda.

    Oque eu quero dizer é, digamos que eu prorrogue a cirurgia para a próxima vez que ela realmente mancar, que seja daqui 1 ano ou 5 anos, pode ser prejudicial? Ou essa quase imperceptível lesão de ligamento já torna necessário a cirurgia?

    • Seu animal pode daqui a pouco tempo desenvolver artrose no joelho e voltar a não apoiar a pata no chão. Uma vez estabelecida a artrose não há retorno, por isso a recomendação cirúrgica para lesões de ligamento.
      Att

Deixe uma resposta para Luciana Mesquita Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s