Denervação Capsular Percutânea.

Chegou à mim na clínica essa semana, um cão com o seguinte histórico:

Um labrador de 11 anos com queixa de paresia de posteriores. Proprietário relatava que animal não andava já fazia um ano. O animal já havia sido diagnosticado com coxo artrose cerca de 3 anos atrás, mas na época proprietário preferiu não operar. Tendo em vista o atual quadro do animal, o proprietário me procurou para saber as possibilidades cirúrgicas. Os exames atuais revelam coxo artrose severa, coluna sem alterações mas as articulações coxofemorais completamente alteradas. O animal está fazendo uso de medicação analgésica potente, prescrita por outro colega, mas não apresenta resultado. Dentre as técnicas possíveis sugeri a ele a denervação capsular percutânea por ser rápida e apresentar um bom resultado em relação ao controle da dor. Na medicina humana é usada amplamente com ótimo resultado. Estou aguardando a decisão do proprietário em realizar ou não a cirurgia, havendo a possibilidade posto as fotos para vocês.

Cirurgias percutâneas
As cirurgias percutâneas se caracterizam por serem procedimentos realizados sem a necessidade de cortes, através de agulhas ou cânulas introduzidas através da pele e que podem servir para diagnóstico e/ou tratamento de várias patologias. Esses procedimentos têm como regra geral a breve permanência hospitalar e apresentam riscos bastante reduzidos. Pode ser indicada no tratamento de afecções degenerativas que, sem produzirem déficit neurológico, provocam dores refratárias ao tratamento conservador como o repouso, fisioterapia, analgésicos, anti-inflamatórios, miorrelaxantes, sedativos, bloqueios com anestésicos, acupuntura, entre outros. É uma boa opção terapêutica, podendo ser realizada em animais de qualquer idade.

Os melhores resultados no tratamento da dor são obtidos através de um atendimento multidisciplinar do paciente, no qual participam vários especialistas como ortopedistas, neurologistas, anestesiologistas, oncologistas e intensivistas dependendo do quadro clínico apresentado. Penso que, somente através de um melhor conhecimento da fisiologia da dor, o aperfeiçoamento concomitante e profissionais capacitados, conseguir-se-á dar um atendimento cada vez melhor aos nossos pacientes que sofrem de dor crônica.

A seguir indico o seguinte artigo para os interessados: http://www.scielo.br/pdf/cr/v39n2/a61cr184.pdf

Atenciosamente Dr. André Carneiro

16 respostas em “Denervação Capsular Percutânea.

  1. Tenho um akita inu tigrado de 12 anos. Ele tem displasia coxo-femural e está num estado em que já é difícil conseguir levantar. Quando consegue, anda com dificuldade e não tem forças pra se manter muito tempo de pé ou andando. Gostaria de saber se uma cirurgia na idade dele é recomendada e quais os riscos. Agradeço.

    • Olá Cláudia!
      Obrigado pela visita, a idade do seu animal já é bem avançada mas se os exames pré-operatórios forem satisfatórios, nada impede um procedimento cirúrgico.
      A denervação capsular é uma técnica indicada nesse caso, pois vai diminuir o quadro doloroso do seu animal. Procure um veterinário e avalie a possibilidade, nesses casos também é interessante o acompanhamento com terapias alternativas, uso bastante a acupuntura e tenho bons resultados.
      Grato desde já Dr. André Carneiro
      Mande notícias, de onde você é?

      • Queria saber se no trato da displasia coxo-femural a denervação é sempre uma boa opção, independente da idade do cão, e se os resultados são melhores pro cachorro que outras cirurgias como o corte da cabeça do fêmur.

      • Bom dia Cleuda, obrigado pela visita!
        A denervação capsular é uma boa opção, mas em casos de animais mais jovens opto pela retirada da cabeça do fêmur.
        A denervação não dá um resultado como a retirada da cabeça do fêmur, tendo em vista, que com a denervação você só impede a passagem do estímulo doloroso, mas a incongruência da articulação permanece. Com a retirada da cabeça do fêmur faz-se um reposicionamento da articulação e não mais existe o contato das superfícies ósseas, contato esse que gera dor no animal.
        Grato Dr. André Carneiro.

  2. Ok.
    E até ser feita a cirurgia, o cachorro deve ficar trancado sempre para evitar que o problema piore ou não tem problema fazer pelo menos caminhada leve de vez em quando? Ele já tá mancando de uma pata há mais de um mês e ainda não consegui fazer a operação. Até fazer é melhor deixar ele sem espaço e sem sair de casa? Saímos sempre pra passear pela vizinhança, poucas quadras, só que agora tenho medo disso fazer mal.

    • Não necessariamente trancado, pequenas caminhadas são possíveis.
      Você não relatou se o seu animal está fazendo uso de algum medicamento analgésico e anti-inflamatório, se não está usando seria bom procurar um veterinário para faze-lo.
      Grato Dr. André Carneiro.

      • Na verdade é o animal da minha filha que às vezes ajudo a cuidar. Pelo que sei está usando só um remédio chamado Megaton 1000 há quase duas semanas, começado pouco depois de ter ficado sabendo da displasia. Uma perna vão operar porque o osso já saiu do encaixe da bacia (dá pra ver no raio-x o meio do fêmur encostando no osso de encaixe) e a outra parece encaixada olhando o exame, mas tem que cuidar também, acho que sem operação. Minha menina já está vendo que veterinário vai operar, porque a que atende ele sempre não faz.

  3. É que a veterinária e outro veterinário que conhecemos mandaram diminuir o espaço e não sair mais com ele, mas na internet encontramos coisas falando bem de caminhadas leves. Ficamos sem sabe o que fazer. Que Deus o abençoe!

  4. Olá,
    Adotei uma femea, hj com 1 ano e, foi diagnosticada com displasia severa. Está fazendo acupuntura, toma condroitina, começou com exercicios na agua mas, elacontinua com dores. Nunca andou muito. Gosta de brincar mas, tenho evitado o atrito com outros caes. Gostaria de saber o que seria mais indicado e, qual o periodo de recuperação. Ela pesa 12 quilos. obrigada. Ah, estou no Rio de janeiro. Jandira.

    • Olá Jandira, obrigado pela visita!
      Pela idade do seu animal recomendaria a cirurgia de colocefalectomia. A recuperação vai depender do animal. Mas como sempre recomendo, procure um veterinário para poder avaliar o seu animal. Atendo no RJ querendo entrar em contato segue email: drandrecarneiro@gmail.com
      Grato Dr. André Carneiro.

  5. Meu golden foi diagnosticado com DCF moderada. Levei a veterinária e ela falou que vai fazer a cirurgia da desnervação. Ele tem só 6 meses. Ele vai poder levar uma vida normal? 😀

  6. Tenho um pastor belga de 10 anos com DCF e gostaria de fazer a cirurgia de Denervação. Moro em Belo Horizonte será que poderia me dar referência de um bom cirurgião para este caso?

    Desde já agradeço a atenção.
    Denise Monteiro

  7. agradeço em nome de todos os médicos veterinários e estudantes dessa arte (como eu), o ótimo trabalho que vens fazendo. muito obrigado!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s