Anastomose intestinal por evisceração.

Animal chegou a clínica após cirurgia de castração com quadro de evisceração, já havia ruptura e necrose de partes da alça intestinal.

Momento que animal deu entrada na clínica.

Ruptura de alça com presença de fezes.

Avaliação da alça e retirada do fragmento, início da anastomose.

Anastomose terminada.

Segmento intestinal retirado.

Animal bem após 24 horas.

Esse animal vive muito bem hoje mesmo sem o fragmento do intestino, só vem a clínica para vacinação, o nome dela é Miucha!