Osteossíntese de rádio com placa.

Animal foi encaminhado para a clínica escola com histórico de trauma automobilístico, já havia realizado todos os exames e não apresentava alterações em nenhum deles, exceto o Rx de MAD que revelou fratura total de rádio e ulna. Animal então foi encaminhado para cirurgia, quadro havia ocorrido 48 horas antes.
IMG_1241-2Membro preparado para cirurgia.IMG_1244 Incisão de pele.IMG_1245 Localização do foco de fratura.IMG_1247-2 Fragmentos ósseos localizados.IMG_1251Redução da fratura.IMG_1255 Ensaio da placa.IMG_1258 Colocação dos primeiros parafusos.IMG_1261Cirurgia finalizada. Esqueci de fotografar o RX mas quando colocar as fotos do Rx pós-operatório posto e de antes também.

Colocefalectomia, recuperação após 6 meses.

Pessoal!

Muitos leitores mandam email perguntando sobre a recuperação da cirurgia de colocefalectomia. Segue um vídeo de um animal que foi operado devido a necrose asséptica de cabeça e colo femoral, o animal foi operado 6 meses atrás e ontem fiz sua última revisão. A proprietária relata que o animal retornou completamente as suas atividades, inclusive subir e pular nos móveis.

Att.

Dr. André Carneiro.

Lázaro

I Curso de Emergência em Pequenos Animais

Prezados Leitores, colegas e alunos.

Gostaria de agradecer a todos os participantes do nosso I Curso de Emergência Veterinária. Foi um grande sucesso e em breve teremos novidades sobre outros cursos!Folder

Interessados entrar contato com: cursos_cl@yahoo.com

Teoria DSC_1437 DSC_1450 DSC_1473 DSC_1509 DSC_1521 DSC_1679 DSC_1714 DSC_1724 DSC_1761 Turma

Att. Dr. André Carneiro

Artroplastia excisional de cabeça e colo femoral em felino.

Este felino chegou à clínica com histórico de trauma automobilístico apresentando luxação traumática total de coxofemoral esquerda e fratura de púbis. Foi realizada a excisão de cabeça e colo femoral.

Preparação do animal.

Membro preparado.

Incisão de pele em forma de meia lua para facilitar o acesso.

Exposição da cabeça femoral.

Posicionamento do osteótomo para retirada da cabeça femoral.

Cabeça femoral retirada.

Fechamento de musculatura.

Sutura de pele.

Displasia Coxofemoral.

Displasia coxofemoral, Labrador, 9 meses de idade.

A displasia é uma patologia que pode acometer animais de todas as idades e raças, mas em especial as raças grandes e de crescimento rápido como os labradores, pastores em geral, boxers e outras.

A patologia pode ter duas causas distintas: a congênita, que é quando o animal já nasce com o problema e desenvolve sintomas precocemente, por volta dos 6 meses a 1 ano de idade, sem histórico de trauma ou qualquer outro agravante. A outra forma é a adquirida que é quando o animal desenvolve o problema mediante a algumas situações, que podem ser: traumas que levam a sub luxação ou luxação total da articulação, ambientais quando animais muito pesados convivem diariamente com um piso muito liso, onde força constantemente essas articulações, assim como a obesidade e o desgaste natural da articulação desenvolvendo quadros de artroses severas.

O tratamento para displasia depende do grau e da sintomatologia do animal. Podemos ter animais com quadro de displasia severa sem apresentar nenhuma sintomatologia e o contrário também acontece, animais com displasia bem discreta que apresentam sintomatologia muito severa. Os tratamentos podem variar de conservadores a cirúrgicos dependendo do grau da doença. O conservador consiste no uso de AINES, uso bastante o Meloxican e tenho um ótimo resultado associado aos condroprotetores. Depois, na manutenção do tratamento, tenho indicado o uso de terapias alternativas como a acupuntura que tem tido ótimos resultados no controle da dor. Para o tratamento cirúrgico a técnica mais utilizada ainda hoje é a artroplastia excisional de cabeça e colo femoral, a famosa colocefalectomia, mas já existem técnicas mais modernas como a colocação de prótese total de cabeça e colo femoral e acetábulo e a cirurgia de sinfisiodese púbica juvenil, que só pode ser utilizada em cães ainda jovens até 6 meses de idade.

Espero que possamos debater sobre o assunto para maiores e melhores soluções na nossa rotina. A troca de experiências e ideias irá nos favorecer com certeza.