Hérnia de disco Lombar

Alguns leitores do blog me pedem para postar algo sobre problemas de coluna, possíveis tratamentos e intervenções cirúrgicas. Uma grande amiga e também excelente neurologista veterinária, a Dr. Roberta Figueiredo, desenvolveu um blog sobre neurologia veterinária que pode esclarecer muitas dúvidas. Segue o link do blog que fala sobre uma correção cirúrgica de hérnia de disco lombar, vale a pena uma visita ao blog!

Att.

Dr. André Carneiro

http://neurobicho.wordpress.com/2013/05/23/hernia-de-disco-lombar/#comment-4

I Curso de Emergência em Pequenos Animais

Prezados Leitores, colegas e alunos.

Gostaria de agradecer a todos os participantes do nosso I Curso de Emergência Veterinária. Foi um grande sucesso e em breve teremos novidades sobre outros cursos!Folder

Interessados entrar contato com: cursos_cl@yahoo.com

Teoria DSC_1437 DSC_1450 DSC_1473 DSC_1509 DSC_1521 DSC_1679 DSC_1714 DSC_1724 DSC_1761 Turma

Att. Dr. André Carneiro

Abcesso Periapical em Coelho.

Esse animal foi atendido pelo Dr. Júlio Arruda, no Instituto Prosilvestres, onde após solicitação de exames radiográficos foi detectado um abcesso periapical. A cirurgia foi em conjunto com o Dr. Júlio Arruda, que realizou a extração e o tratamento odontológico do paciente.

IMG_0327Nódulo imediatamente abaixo de incisivo inferior direito.

IMG_0330Animal intubado em decúbito dorsal preparado para cirurgia.

IMG_0331Retirada completa e curetagem do abcesso, notar ápice da raiz dentro do abcesso. Foi realizada extração do dente.

IMG_0338Finalização da cirurgia, foi feita marsupialização do abcesso para limpeza e tratamento posterior.

IMG_0336Abcesso e dente retirados.

O animal retirou os pontos e recupera-se bem. Já alimenta-se e bebe água normalmente.

Cistotomia em Felino por Obstrução Uretral.

Esse animal chegou a mim encaminhado por uma colega veterinária com o seguinte histórico: Dificuldade em urinar que culminou em obstrução total, intensa hematúria quando ainda conseguia urinar, chegou a mim após 7 dias de tentativas sem sucesso de desobstrução. Foi solicitada US abdominal que revelou presença de uma massa, dentro da bexiga, com ecogenicidade variada sugerindo um coágulo e/ou massa tumoral, intensa hidronefrose em rim esquerdo com dilatação de ureter e rim direito com discreta hidronefrose, presença de líquido livre em cavidade. Foi realizada sondagem com sonda Tom Cat onde não se conseguia passar de determinado segmento da uretra. Recomendei laparotomia exploratória para avaliar possível ruptura de bexiga e avaliação da massa.

Campo cirúrgico preparado

Presença de grande quantidade de líquido em cavidade abdominal.

Bexiga extremamente edemaciada e inflamada mas sem evidências de ruptura.

Incisão na bexiga revelando presença de grande coágulo ocupando toda extensão da bexiga.

Bexiga vazia após retirada de todo conteúdo.

Sutura terminada já com bexiga repleta de soro injetado por sonda uretral, nenhum ponto de vazamento.

Conteúdo retirado da bexiga.

Único cálculo encontrado com aproximadamente 3 mm, estava obstruindo exatamente a saída da uretra, será ele o provocador de tudo isso?

Uretrostomia com ruptura de bexiga por obstrução uretral

Animal foi encaminhado para clínica com o seguinte histórico: Já havia sido operado por outra colega com litíase vesical, cirurgia transcorreu sem problemas, foi indicado à proprietária acompanhamento com exames pós operatórios e dieta com ração de prescrição, a qual não foi seguida. A primeira cirurgia ocorreu 4 meses atrás. Chegou a mim com histórico de não conseguir urinar foi encaminhado para US abdominal onde foi detectada ruptura da vesícula urinária com presença de incontáveis cristais na uretra, então foi encaminhado para cirurgia.

Abertura de pele, notar sutura muscular da cirurgia anterior.

Abertura de cavidade com grande quantidade de líquido abdominal.

Exposição da vesícula urinária extremamente inflamada e friável.

Localização da ruptura e passagem de sonda uretral pela bexiga para localização da uretra.

Realização de orquiectomia com ablação de bolsa escrotal.

Lateralização do músculo retrator do pênis e localização da uretra.

Abertura da uretra e retirada dos cálculos.

Passagem da sonda após desobstrução completa.

Passagem da sonda agora da uretra para bexiga.

Sutura da uretrostomia com pontos simples separados com fio absorvível 3-0  (Poliglactina 910 ).

Sutura da vesícula urinária acompanhando o mesmo padrão da uretra.

Término da cirurgia após exaustiva lavagem da cavidade abdominal com solução salina estéril.

Animal ficou internado por 72 horas após a cirurgia e foi liberado para casa urinando normalmente pela uretrostomia após a retirada da sonda.